Scholz e Putin se falam por telefone; premiê da Alemanha pede cessar-fogo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin / Foto: Kremlin

Hoje, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro da Alemanha, Olaf Scholz, conversaram por telefone por aproximadamente 75 minutos. O assunto foi a guerra na Ucrânia e o que fazer para acabar com o conflito.

Scholz pediu a Putin um cessar-fogo o mais rápido possível, além da melhora na situação humanitária e busca por uma solução diplomática para o conflito. As informações foram divulgadas no site do governo alemão. Segundo a nota, o premiê rechaçou a acusação que o nazismo é generalizado na Ucrânia.

“O chanceler federal e o presidente russo também falaram sobre a situação alimentar global, que é particularmente tensa como resultado da guerra de agressão russa. O chanceler lembrou que a Rússia tem uma responsabilidade especial aqui”, encerra.

O Kremlin também divulgou uma nota, no seu canal do Telegram, sobre o assunto do telefonema. Para o governo russo, a conversa foi sobre assuntos humanitários. “Chama-se a atenção para as graves violações em curso das normas do direito internacional humanitário por militantes que professam a ideologia nazista, seu uso de métodos terroristas desumanos”, afirma a nota.

Ele encerra dizendo que “é necessária uma avaliação fundamental do estado das coisas nas negociações russo-ucranianas, que estão essencialmente bloqueadas por Kiev”.