Xi Jinping diz que segue comprometido com reformas e abertura global

141
Visão da muralha da China / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente chinês, Xi Jinping, reafirmou o compromisso do governo com reformas econômicas e com uma maior abertura global durante discurso no Fórum de Paz de Paris, no qual defendeu uma maior cooperação para uma recuperação mais sólida da economia global, que ainda enfrenta os efeitos adversos da crise do novo coronavírus.

“A China segue comprometida com reformas e em se abrir para o mundo. Nos comportemos também com a manutenção da estabilidade da indústria global e da cadeia de fornecimento mundial”, afirmou ele.

A declaração acontece depois que muitos países se viram extremamente dependentes da China para o fornecimento de equipamentos médicos durante a pandemia do novo coronavírus, entre eles, os Estados Unidos, cujo governo de Donald Trump passou a acelerar os esforços para incentivar a indústria local e reduzir a dependência de países como China e Índia no setor de saúde.

Em seu discurso no fórum, Xi lembrou ainda da aprovação recente de um plano econômico de longo prazo. “Aprovamos na semana passada um plano de desenvolvimento econômico para 2035 e esse plano reforça nosso compromisso com reformas profundas e abertura ao mundo”, afirmou ele.

Neste sentido, o presidente chinês pediu respeito às decisões sobre desenvolvimento e independência nas escolhas de modelos econômicos.

“Precisamos respeitar o direito dos países de se desenvolver e a escolha do ritmo e do modelo desse desenvolvimento. Precisamos defender o multilateralismo e se opor a unilateralismo, combater a hegemonia de poderes políticos, rejeitar todas as formas de terrorismo e agir contra a violência extrema”, afirmou.

“Chamamos os países para cumprir regras internacionais e as normas básicas de governança internacional em suas relações”, completou.