Vizcarra cometeu grave violação da Constituição, diz vice-presidente do Peru

123
Foto: G M/Flickr

Por Federico Frau Barros

Buenos Aires – A vice-presidente do Peru, Mercedes Aráoz, que foi nomeada interinamente como presidente do país pelo Congresso, disse que Martín Vizcarra, presidente peruano suspenso pelos congressistas, cometeu uma grave infração à Constituição ao decidir dissolver o Congresso.

“Com violência e falta de respeito a nossas instituições não vamos criar uma pátria duradoura”, disse Aráoz. Ela também anunciou que recorrerá à Organização dos Estados Americanos (OEA) para que haja mediação ao atual “impasse político”.

“Estou assumindo temporariamente a presidência da República”, disse ela antes de afirmar que Vizcarra “cometeu grava infração constitucional” ao anunciar a dissolução do Congresso.

Em meados de agosto Aráoz renunciou, junto com outros dois congressistas – Carlos Bruce e Ana María Choquehuanca, todos ex-ministros do ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski – à bancada do partido Peruanos Por el Kambio (PPK), do atual presidente Martín Vizcarra.

Edição: Gustavo Nicoletta