Vice-presidente dos EUA recebe vacina contra a covid-19 em público

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o ex-vice-presidente Mike Pence / Foto: Casa Branca

São Paulo – O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, recebeu sua primeira dose da vacina contra a covid-19 em um evento televisionado. Até o momento, ele é o membro mais antigo da equipe do presidente norte-americano, Donald Trump, a ser imunizado.

Pence disse esperar que “sua vacinação ajude a construir a confiança do público de que a vacina é segura e eficaz”.

Não se sabe se Trump e a primeira-dama Melania Trump, que contraíram a covid-19 neste outono, receberão a vacina nas próximas semanas. Pence recebeu a primeira das duas doses ao lado de sua esposa, Karen Pence.

As doses foram aplicadas pelo cirurgião-geral Jerome Adams, em um evento realizado no Eisenhower Executive Office, em frente a duas placas que diziam “Seguro e Eficaz”. Adams fez um sinal de positivo com o polegar para o vice-presidente depois que os três receberam as vacinas.

“Não senti nada”, disse Pence depois, acrescentando que ele e sua esposa estavam “mais do que felizes em dar um passo à frente para tomar esta vacina segura e eficaz”.

Adams disse que, como homem negro, estava ciente do “significado simbólico” de ter dado a injeção.

“Seria realmente a maior tragédia de todas se as disparidades nos resultados de covid piorassem porque as pessoas que mais se beneficiariam com a vacina não tivessem acesso a ela ou tivessem receio de tomá-la”, disse ele.

As primeiras vacinações contra a covid-19 nos Estados Unidos começaram na segunda-feira. Até domingo, o governo norte-americano deverá ter concluído a distribuição de 2,9 milhões de doses iniciais.

Espera-se que cerca de 40 milhões de doses estejam disponíveis neste mês, e o governo disse que deveriam ir para um grupo prioritário de profissionais de saúde e residentes de asilos, que são considerados de maior risco de exposição à doença. Juntos, eles somam cerca de 24 milhões.

À medida que os profissionais de saúde e os norte-americanos idosos começam a ser vacinados, Washington está tentando determinar quais autoridades eleitas devem estar entre os primeiros a receber a vacina.