Vendas pendentes de imóveis nos EUA sobem 1,9% em março ante fevereiro

Foto: Eziz Charyyev / Pexels

São Paulo – O Indice de Vendas Pendentes de Imóveis Residenciais dos Estados Unidos subiu 1,9% em março ante fevereiro, para 111,3 pontos, segundo dados divulgados pela Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês). A previsão era de alta de 5,4%.

Em relação a março do ano passado, houve alta de 23,3% nas vendas pendentes de imóveis. Segundo o economista chefe da NAR, Lawrence Yun, o crescimento nas transações pendentes do ramo imobiliário é indicativo de demanda forte.

“Com as taxas de hipotecas ainda baixas e uma sólida recuperação de empregos em andamento, a demanda provavelmente permanecerá alta”, disse Yun.

“O baixo estoque tem sido um problema consistente, mas mais estoque aparecerá à medida que a construção de novas casas se intensificar nos próximos meses, bem como a partir de uma desaceleração constante do programa de tolerância de hipotecas”, continuou Yun.

As vendas pendentes referem-se a contratos que já foram assinados, mas cuja compra ainda não foi concluída. A finalização costuma acontecer de um a dois meses após a assinatura.