Vendas no varejo caem 12,6 em janeiro, aponta ICVA

127
Divulgação: Logo da Cielo

São Paulo – O Indice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) apontou que as vendas do setor caíram 12,6% em janeiro na comparação com mesmo período do ano passado, já descontada a inflação do período. Em termos nominais, sem ajuste, a queda foi de 6,3%.

Desconsiderando os efeitos de calendário, que nesse mês beneficiaram o resultado do varejo, a queda seria de 10,3% descontada a inflação. Em termos nominais, com os ajustes de calendário, o ICVA apresentou retração de 3,9%.

Os setores que mais desaceleraram foram livrarias, papelarias e afins e supermercados e hipermercados. Drogarias e farmácias, turismo e transporte, do outro lado, apresentaram aceleração.

“O recrudescimento da pandemia da Covid-19 provocou queda no faturamento do comércio. O resultado de janeiro seguiu a mesma linha daquele verificado em dezembro. O segmento de Bares e Restaurantes se destaca entre os mais prejudicados”, afirma o diretor de Inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto.

Descontada a inflação e com o ajuste de calendário, os macrossetores de bens não duráveis e serviços sofreram desaceleração. Já o macrossetor de bens duráveis e semiduráveis acelerou no mês de janeiro.

No macrossetor de bens não Duráveis, o setor de drogarias e farmácias foi um dos que registraram aceleração. No macrossetor de serviços, o destaque positivo fica para o setor de turismo e transporte. No grupo de bens duráveis, o setor de vestuário está entre os que desaceleraram.

Bruno Soares / Agência CMA