Valor médio do auxílio emergencial cai 23,7% em outubro, a R$ 688, diz IBGE

259
Foto: Edmar Júnior / freeimages.com

São Paulo – O valor médio do auxílio emergencial pago pelo governo federal para coibir os efeitos negativos da pandemia de covid-19 sobre a renda caiu 23,7% em outubro na comparação com setembro, para R$ 688, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O menor valor médio do auxílio emergencial foi observado na região Nordeste – R$ 634, queda de 33,1%. Os maiores valores foram observados nas regiões Norte e Sul – R$ 725 em ambas, mas com quedas de respectivamente 24,8% e 14,0%. No Sudeste, o valor médio caiu 17,1%, a R$ 718, e no Centro-Oeste a queda foi de 20,5%, a R$ 687.

A diminuição no valor do auxílio emergencial era esperada. O cronograma original de pagamentos previa que os primeiros contemplados com o benefício recebessem R$ 600 mensais – ou R$ 1.200 em casos específicos – até agosto.

A partir dali, parte deste grupo poderia receber R$ 300 mensais. Outras pessoas que solicitaram o auxílio emergencial depois, no entanto, ainda têm parcelas de R$ 600 a receber. Isso explica também por que o pico de R$ 916 no valor médio do auxílio emergencial foi observado em agosto.