Vale diz que avalia eventual renovação do mandato do presidente em exercício

174

São Paulo, SP – A Vale divulgou ontem um comunicado em resposta à notícia veiculada no jornal O Globo, em 3 de fevereiro, intitulada ‘Decisão sobre troca no comando da Vale é adiada’.

Segundo a companhia, seu Estatuto Social define que a escolha do presidente é de competência exclusiva do Conselho de Administração, que está avaliando a eventual renovação do mandato do presidente em exercício, com término previsto em 26 de maio de 2024, ou a realização de processo sucessório, em linha com a Política de Sucessão de Presidente da Vale.

“Ressaltamos que o processo em curso está em conformidade com as legislações aplicáveis e com as melhores práticas de governança corporativa. O processo está sendo conduzido pelo Conselho de Administração e, conforme previsão em política, conta com o apoio do Comitê de Pessoas e Remuneração, a quem compete a definição e o monitoramento de metas de avaliação de desempenho do Comitê Executivo”, explicou a Vale.

Além disso, a companhia destacou que a decisão do Conselho de Administração sobre a renovação do mandato ou a escolha de sucessor poderá ocorrer até o término previsto do mandato em vigor. A divulgação ao mercado desta decisão observará as políticas internas e as legislações aplicáveis.

Por fim, o comunicado afirmou que, em qualquer cenário, a definição do presidente da companhia deverá considerar “as qualificações estabelecidas em Política de Indicação de Administradores, bem como os atributos e o perfil necessários para a posição frente a estratégia e desafios futuros da Vale”.