Vacinas atuais ainda devem proteger cidadãos conta Ômicron

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se encontrou pessoalmente com seu principal conselheiro de medicina, Anthony Fauci, e que este previu que as atuais vacinas proporcionarão um certo um grau de proteção contra a nova variante Ômicron do coronavírus.

De acordo com comunicado do governo norte-americano, divulgado ontem, embora Fauci tenha destacado que levarão aproximadamente mais duas semanas para saber ao certo,
ele “continua a acreditar que as vacinas existentes provavelmente proporcionarão um grau de proteção contra casos graves de covid-19”.

Fauci também reiterou para Biden que as doses de reforço para indivíduos totalmente vacinados fornecem a proteção mais forte disponível contra a covid-19.

“A recomendação imediata da Equipe de Resposta à covid-19 a todos os adultos vacinados é receber uma injeção de reforço o mais rápido possível”, afirma o documento.

Todos os adultos são elegíveis para o reforço se foram vacinados há seis meses ou mais com Pfizer ou Moderna, ou dois meses atrás ou mais com Johnson & Johnson nos Estados Unidos.