Vacinação contra a covid-19 na Europa começará em 27 de dezembro

236
Foto: BioNTech

São Paulo – A União Europeia (UE) anunciou que a vacinação contra o novo coronvírus na Europa vai começar no dia 27 de dezembro, na medida em que espera que a agência reguladora de medicamentos do bloco aprove a vacina da Pfizer e da BioNTech no dia 21 de dezembro.

“É o momento da Europa. Em 27, 28 e 29 de dezembro, a vacinação terá início em toda a UE. Protegemos nossos cidadãos juntos. Nós somos fortes”, disse a presidente da Comissão Europeia, braço executivo da UE, Ursula von der Leyen, em mensagem no Twitter.

No início desta semana, a Agência de Medicamentos Europeia (EMA, na sigla em inglês) anunciou que irá acelerar a revisão da vacina da Pfizer e da BioNTech, depois de ser pressionada por vários governos. Uma reunião extraordinária do comitê responsável pela aprovação foi marcada para dia 21.

A vacina da Pfizer e da BioNTech já foi aprovada pelo Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e México, entre outros países.

Ontem, em discurso ao Parlamento Europeu, Von der Leyen havia dito que a Comissão negociou uma carteira ampla de vacinas candidatas. “Em uma semana, a primeira vacina será autorizada, para que as vacinações possam começar imediatamente. E mais virá no novo ano”, disse.

Segundo ela, no total, a UE comprou doses mais do que suficientes para todos na Europa, e poderá apoiar vizinhos e parceiros em todo o mundo. “Para chegar ao fim da pandemia, precisaremos de até 70% da população vacinada. Esta é uma tarefa enorme”, disse. “Portanto, comecemos o quanto antes com a vacinação, juntos, aos 27, com início no mesmo dia. À medida que passamos em unidade por esta pandemia, vamos começar a erradicação deste vírus horrível juntos e unidos”, concluiu a chefe da UE.

Em setembro, a Comissão Europeia anunciou a compra inicial de 200 milhões de doses da vacina da Pfizer e a BionTech. A UE também tem acordos de compra com a AstraZeneca, Sanofi e GlaxoSmithKline (GSK), Johnson & Johnson, CureVac e Moderna, e conclui hoje conversações exploratórias com a Novavax.