União Europeia concorda com extensão de Brexit até 31 de janeiro

102
Foto: Divulgação/ Serviço Audiovisual da Comissão Europeia

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – Os 27 países que compõem a União Europeia (UE), além do Reino Unido, concordaram em adiar a saída dos britânicos do bloco europeu em três meses, a partir da data até então prevista de 31 de outubro deste ano.

“A UE-27 concordou em aceitar o pedido do Reino Unido para uma extensão flexível do Brexit até 31 de janeiro de 2020. Espera-se que a decisão seja formalizada por meio de um procedimento escrito”, disse o presidente do Conselho Europeu, que reúne chefes de Estado e de governo da UE, Donald Tusk, em uma mensagem no Twitter.

A extensão flexível significa que o Reino Unido pode sair do bloco europeu
antes do novo prazo, caso toda a legislação relacionada ao Brexit seja
aprovada no Parlamento britânico. Esta é a terceira extensão do prazo,
inicialmente previsto para o dia 29 de março de 2019. A maioria dos britânicos optou por sair da UE em um plebiscito em junho de 2016.

O anúncio da extensão vem enquanto os parlamentares britânicos se
preparam para votar ainda hoje uma moção pela realização de eleições
antecipadas, no dia 12 de dezembro, uma proposta do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Ele precisa do apoio da oposição para aprovar a moção.

Johnson prometeu entregar o Brexit em 31 de outubro, com ou sem acordo, mas no final de semana passado o governo britânico foi obrigado a enviar uma carta à UE solicitado um adiamento do prazo devido à Lei Benn, que impede uma saída sem acordo. Johnson não assinou o pedido.