UE investiga subsídio da Hungria para fábrica da Samsung

Por Gustavo Nicoletta

Celulares da Samsung. (Foto: Divulgação/Samsung)

São Paulo – A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, abriu uma investigação a respeito dos planos da Hungria de conceder um auxílio de 108 milhões de euros para a Samsung investir na expansão de uma fábrica de baterias no país. Os europeus vão avaliar se o incentivo obedece às regras do bloco.

A divisão da Samsung que seria beneficiada pela decisão da Hungria, a Samsung SDI, é uma das principais empresas do ramo de baterias de íon lítio e está investindo cerca de 1,2 bilhão de euros para aumentar a capacidade de produção para veículos elétricos na fábrica localizada no país.

Os trabalhos para o aumento de capacidade começaram em dezembro de 2017 e a implementação do projeto, segundo a União Europeia, está bem avançada. A Hungria notificou o bloco sobre a intenção de oferecer o auxílio à empresa em 2018.

Pelas regras do bloco, os países da União Europeia podem oferecer auxílios às empresas para incentivar a atividade econômica, desde que eles incentivem o investimento privado, sejam os menores possíveis, não afastem investimentos de outras regiões da União Europeia e não provoquem realocação de mão de obra de um país da UE para outro.

“A Comissão neste momento tem dúvidas sobre se o plano de auxílio de 108 milhões de euros para a Samsung SDI obedece a todos os critérios relevantes”, disse a União Europeia num comunicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com