UBS eleva recomendação da B3 para compra e ações sobem

145

Por Danielle Fonseca

São Paulo – O UBS elevou a recomendação das ações da B3 para compra e o preço-alvo para R$ 53,00, de R$ 39,00. Segundo os analistas do banco, a elevação reflete entre outros motivos o momento positivo para que os volumes dos papéis negociados continuem crescendo, diante do cenário de juros mais baixos, e as tendências positivas para outras receitas, com entrada de novos entrantes no mercado, por exemplo. Às 12h11 (horário de Brasília), as ações da B3 avançavam 0,87%, a R$ 44,01.

(Foto: Luiz Prado / LUZ)

“Acreditamos que as tendências continuarão positivas. A perspectiva de
taxa de juros mais baixa por um longo período, combinada com uma recuperação da macroeconomia deve suportar o crescimento do volume”, disseram os analistas, em relatório.

A previsão é que os resultados da B3 também continuem mostrando
resiliência em função da diversificação da receita e bom controle de custo.

“Recentemente, nos encontramos com a administração da B3, que reforçou sua estratégia focada em clientes, qualidade de serviços, excelência operacional e diversificação. A companhia tem trabalhado em um roadmap de produtos e serviços para oferecer ao mercado em 2019 e 2020”, disseram ainda os analistas.

A avaliação é que esses lançamentos, assim como a melhora das
plataformas já existentes, expandam o portfólio de soluções para clientes,
ajudando a na sofisticação dos mercados brasileiros.