Tusk recomenda que União Europeia estenda prazo de Brexit

116
O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk – Crédito: Wikicommons

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, recomendou à União Europeia (UE) que atenta ao pedido do governo britânico, liderado pelo premiê Boris Johnson, de estender o prazo do Brexit, atualmente previsto para o dia 31 de outubro.

“Após a decisão do primeiro-ministro Boris Johnson de interromper o processo de ratificação do acordo de saída e, para evitar um Brexit sem acordo, recomendo que a UE 27 aceite o pedido de extensão do Reino Unido. Para isso, proponho um procedimento escrito”, disse Tusk, ontem, pelo Twitter.

A mensagem veio após o Parlamento britânico ter aprovado o acordo de saída firmado entre o Reino Unido e a UE, depois de adiar duas vezes a votação, mas ter rejeitado um prazo acelerado para analisar a legislação relacionada até o fim do mês, o que deve resultar em um adiamento do Brexit.

Antes da votação de ontem, o governo britânico já havia solicitado um adiamento do prazo da saída do bloco europeu para o dia 31 de janeiro de 2020, devido à Lei Benn, que impede um Brexit sem acordo. Johnson, porém, não assinou a carta enviada à Bruxelas. A UE está analisando a solicitação.