Turquia apoia adesão da Suécia e da Finlândia à Otan

240
Bandeira da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) / Foto: Otan

Um memorando de acordo da Turquia para a entrada da Finlândia e Suécia à Otan foi assinado hoje. A informação foi divulgada pela porta-voz da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Oana Lungescu, que publicou em sua conta no Twitter: Cerimônia de assinatura com Turquia, Finlândia, e Suécia, seguida pelo secretário-geral da Otan @jensstoltenberg na coletiva de imprensa.

A reunião de cúpula da Otan começará amanhã em Madri, mas hoje o presidente finlandês, Sauli Niinistö, a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente turco Recep Tayyip Erdoan se encontraram e assinaram um memorando de entendimento de apoio à entrada dos países nórdicos na Aliança Militar Ocidental. O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, esteve presente.

Os líderes da Otan ficarão reunidos em Madri nos próximos três dias (28 a 30 de junho de 2022) e devem aprovar decisões como um novo Conceito Estratégico, fortalecimento da dissuasão e defesa da Otan e maior apoio à Ucrânia.

Na ocasião, os aliados também aprovarão um novo Conceito Estratégico, definindo as prioridades e abordagens da Aliança para a próxima década. O documento deve confirmar que os membros consideram a Rússia como a ameaça mais significativa e direta à segurança da Otan, ao mesmo tempo em que aborda a China pela primeira vez e os desafios que Pequim representa para a segurança, interesses e valores aliados.

A cúpula também decidirá sobre um pacote de assistência mais abrangente para a Ucrânia. Olhando para o futuro, os líderes tomarão decisões para lançar um Fundo de Inovação de um bilhão de euros para investir em tecnologias emergentes. Os líderes da Geórgia, Austrália, Nova Zelândia, Japão e Coreia do Sul, e o presidente ucraniano Zelensky, via link de vídeo, participarão da cúpula.