Trump volta a pressionar Fed por corte de juros

118

Por Cristiana Euclydes

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a pressionou o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) a cortar a taxa básica de juros do país, afirmando que a instituição deveria estimular a economia do país.

“O Federal Reserve está abandonando seus deveres se não reduzir os juros e até, idealmente, estimular. Dê uma olhada ao redor do mundo em nossos concorrentes. A Alemanha e outros estão realmente sendo pagos para pedir dinheiro emprestado. O Fed foi rápido demais para aumentar e lento demais para cortar!”, disse Trump, no Twitter.

O presidente vem pressionando o Fed para que realize cortes mais agressivos na taxa básica de juros. Em sua última reunião de política monetária, em setembro, o Fed cortou os juros pela segunda vez este ano, em 0,25 pontos percentuais (pp), para a faixa ente 1,75% a 2,00%.

O comentário de Trump veio após o Banco Central Europeu (BCE) manter suas principais taxas de juros inalteradas. O BCE passou a adotar taxa de juros negativas em junho de 2014, quando definiu a taxa de depósitos em -0,1%. Hoje, a taxa está em -0,5%, seu menor nível histórico.