Trump volta a pedir que Fed corte juros e estimule a economia dos EUA

261
Trump Powell EUA
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – O presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a pressionar o Federal Reserve (Fed, o banco central do país) por juros mais baixos e por mais estímulos dias depois de a autoridade monetária promover um corte emergencial da taxa básica em face aos riscos do surto do novo coronavírus.

“O Fed deveria cortar mais juros e estimular a economia assim como faz países como a Alemanha e a China. Dessa maneira competiríamos com nossos parceiros em um campo mais igualitário”, afirmou Trump em breves declarações a repórteres na Casa Branca.

Na terça-feira, o banco central norte-americano cortou a taxa básica em 0,50 ponto percentual (pp), para a faixa de 1,00% a 1,25% ao ano em uma ação emergencial e fora da reunião marcada para os dias 17 e 18 deste mês.

Um movimento como esse não era visto desde a crise financeira de 2008 e está sendo justificado pela autoridades do Fed como uma precaução aos possíveis efeitos do novo coronavírus sobre a economia dos Estados Unidos.