Trump volta a criticar banco central dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

Por Júlio Viana

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) por sua demora em cortar a taxa básica de juros.

“A questão é, por que estamos pagando muito mais juros do que a Alemanha e outros países? Sejam rápidos (para variar) e não lentos”, afirmou ele em seu perfil no Twitter.

Segundo Trump, “nosso Banco Central não nos deixa fazer o que precisamos fazer. Eles colocam uma desvantagem contra nossa competição. Dólar forte, sem inflação! Eles se movem como areia movediça”, escreveu ele.

Ontem, as atas da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, em inglês) foram liberadas. Segundo ela, a maioria dos membros considerou o corte na taxa básica de juros dos Estados Unidos em julho como uma recalibragem ou como ajustes da política monetária, de acordo com a ata da reunião.

“A maioria dos participantes considerou um afrouxamento de política de 0,25 ponto percentual (pp) nesta reunião como parte de uma recalibração da postura da política, ou ajustes no meio do ciclo, em resposta à evolução das perspectivas econômicas nos últimos meses”, diz a ata.

Os membros observaram que, embora houvesse alguma melhora nas condições econômicas e as perspectivas gerais permanecessem favoráveis, riscos e incertezas significativos às perspectivas permaneceram.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com