Trump assina decreto para garantir ajuda financeira nos EUA

147
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto no sábado para fornecer alívio durante a pandemia do novo coronavírus, em meio ao impasse nas negociações do Congresso por um pacote de estímulos mais amplo, de cerca de US$ 1 trilhão.

No decreto, Trump autorizou a extensão do benefício a desempregados de US$ 400 por semana, abaixo do valor anterior de US$ 600 que venceu há 10 dias, com 75% de financiamento do governo federal.

“Os estados serão solicitados a cobrir 25% do custo usando o financiamento existente”, disse Trump, em coletiva de imprensa em New Jersey, ao assinar o decreto. “Os estados poderão oferecer benefícios maiores se assim desejarem”.

Ao ser questionado sobre a redução do auxílio, Trump disse que “havia dificuldade com o número 600 porque realmente era um desincentivo” para as pessoas trabalharem.

A questão do auxílio aos desempregados é a principal divergência entre os republicanos e democratas no Congresso. Em sua proposta inicial, os republicanos do Senado ofereceram uma ajuda de US$ 200, que foi rejeitada pela oposição.

Trump também assinou outros três decretos para estender o adiamento dos pagamentos de empréstimos estudantis até o final de 2020, diferir o imposto sobre a folha de pagamento até o final do ano e prorrogar a moratória federal sobre despejos.