Termina prazo para contestação de decisão sobre BR Distribuidora

371
Foto: Divulgação/Petrobras

São Paulo – O período para eventuais contestações à decisão judicial que autorizou a BR Distribuidora a reaver impostos recolhidos a mais mais terminou, segundo comunicado enviado pela companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Justiça havia autorizado a BR Distribuidora a receber valores de PIS/Cofins recolhidos a maior entre abril de 2012 e julho de 2020, devidamente corrigidos, relativos à inclusão de ICMS na base de cálculo dos referidos tributos.

A empresa estima que receberá R$ 376 milhões com a decisão e reconhecerá este valor como ativo nas demonstrações financeiras do segundo trimestre, mas ressalta que a devolução pode ser maior.