Taxa de desemprego dos EUA foi subestimada em maio

408

São Paulo – A taxa real de desemprego nos Estados Unidos em maio provavelmente foi maior do que a reportada porque algumas pessoas que deveriam ser contabilizadas como desempregadas foram consideradas como empregadas, segundo o departamento de estatísticas de trabalho, órgão do governo responsável pela elaboração do indicador.

“Os trabalhadores que indicaram não estar trabalhando durante toda a semana de referência da pesquisa e que esperam ser reconvocados para seus empregos deveriam ser classificados como desempregados sob dispensa temporária.

Em maio, um grande número de pessoas foi classificado como desempregado sob dispensa temporária.”

“No entanto, também houve um grande número de trabalhadores que foram classificados como empregados, mas ausentes do trabalho. Assim como em março e em abril, os entrevistadores foram instruídos a classificar as pessoas ausentes do trabalho por causa de fechamento de empresas por questões relacionadas ao coronavírus como desempregados sob dispensa temporária. No entanto, parece que nem todos os trabalhadores foram classificados assim.”

“O bureau de estatísticas do trabalho e o bureau do censo estão investigando por que este erro de classificação continua a ocorrer e está tomando medidas adicionais para abordar esta questão”, disse o órgão em nota.

“Se os trabalhadores que foram registrados como empregados mas ausentes do trabalho por ‘outros motivos’ (que está acima do número de trabalhadores ausentes por outros motivos em um maio típico) tivessem sido classificados como desempregados sob dispensa temporária, a taxa de desemprego seria cerca de 3 pontos porcentuais mais alta do que a reportada (em termos sem ajuste sazonal”, conclui o documento.

A taxa de desemprego dos Estados Unidos tipicamente divulgada é a com ajuste sazonal, que diminuiu de 14,7% em abril para 13,3% em maio. Sem o ajuste sazonal, a taxa caiu de 14,4% para 13,0% na mesma comparação. Levando em consideração as ponderações feita pelo departamento que compila as estatísticas, a taxa sem ajuste sazonal teria crescido para perto de 16,0%.