Suzano reorganiza dívida com empréstimo ambiental de US$ 1,57 bi

139

São Paulo – A Suzano fechou um contrato de pré-pagamento de exportação no valor de US$ 1,57 bilhão vinculados a indicadores de desempenho ambientais e que prevê a redução de intensidade de emissões de gases de efeito estufa e redução de captação industrial de água.

Os recursos tomados via o pré-pagamento das exportações carregam um custo equivalente à taxa Libor mais 1,15% ao ano, com vencimento em março de 2027.

Os recursos, junto com dinheiro do caixa, serão usados para pagar antecipadamente US$ 1,66 bilhão de um outro financiamento tomado pela Suzano para ajudar a pagar pela combinação de negócios com a Fibria. Até 31 de janeiro, o saldo remanescente deste outro financiamento, que vence no final de 2023, era de US$ 2 bilhões.

“A liquidação financeira das operações acima está prevista para ocorrer até o final do mês de março de 2021, uma vez atendidas todas as condições precedentes”, disse a Suzano num comunicado.

Bruno Soares / Agência CMA

Edição: Gustavo Nicoletta (g.nicoletta@cma.com.br)

Copyright 2021 – Grupo CMA