Superávit em conta corrente soma US$3,721 bi em agosto

194

Brasília – O superávit em conta corrente do Brasil atingiu US$ 3,721 bilhões em agosto, após déficit de US$ 3,032 bilhões no mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). No acumulado de janeiro a agosto, houve déficit de US$ 8,539 bilhões, queda de 74,9% em base anual, e em 12 meses o déficit em conta corrente soma US$ 25,446 bilhões, ou o equivalente a 1,64% do PIB.

O superávit na conta de capital diminuiu 61,69% em agosto na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 26 milhões, e no acumulado de janeiro a agosto houve superávit de US$ 253 milhões, queda de 11,91% em relação a um ano antes. Na conta financeira, o superávit atingiu US$ 3,964 bilhões em agosto, após déficit de US$ 3,962 bilhões no mesmo período do ano passado, e no acumulado do ano houve déficit de US$ 7,411 bilhões, queda de 79,96% em relação a um ano antes.

O superávit no balanço de pagamentos atingiu US$ 979 milhões em agosto, após déficit de US$ 1,69 bilhão no mesmo período do ano passado, e no acumulado de janeiro a agosto houve déficit de US$ 13,189 bilhões, ante saldo positivo de US$ 2,986 bilhões um ano antes.

O investimento direto no país diminuiu 84,98% em agosto ante o mesmo período do ano passado, para US$ 1,43 bilhão, e no acumulado do ano soma US$ 26,957 bilhões, queda de 41,4% em relação a um ano antes. Em 12 meses o investimento estrangeiro no país soma US$ 54,461 bilhões, ou o equivalente a 3,51% do PIB.

Para setembro, o BC estima superávit de US$ 3,7 bilhões na conta corrente e ingresso líquido de US$ 2,0 bilhões em investimentos diretos no país.