Suécia vai solicitar ingresso na Otan para não ficar isolada

93
Bandeira da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) / Foto: Otan

A Suécia decidiu hoje solicitar a adesão à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), um dia depois que a vizinha Finlândia formalizou seu pedido. A decisão foi tomada para que a Suécia não ficasse isolada no continente.

“A avaliação do governo é que a adesão à Otan é a melhor maneira de proteger a segurança da Suécia à luz do ambiente de segurança fundamentalmente alterado após a invasão da Ucrânia pela Rússia”, diz a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson. “A Suécia ficaria muito vulnerável”.

O anúncio foi feito depois da reunião que envolveu o Riksdag, o parlamento da Suécia, com alguns ministros suecos no dia 13 de maio. Eles levaram em consideração um relatório que o país havia feito no dia 13 de março, que já considerava a possibilidade de adesão à Aliança Militar.

“A cooperação com a Otan é fundamental para desenvolver as capacidades dos as Forças Armadas Suecas, tanto para a defesa nacional como para operações com nossos vizinhos. Entre as diferentes formas de cooperação de defesa internacional, é principalmente nossa cooperação com a Otan que contribuirá para o desenvolvimento da Capacidade das Forças Armadas Suecas de responder a um oponente qualificado e cooperar com outros Estados para combater um ataque armado”, informa o documento.