Sucesso da 2a fase de acordo com China depende da 1a fase, diz Kudlow

250
Kudlow EUA Casa Branca
Assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow. Foto: Divulgação/ Casa Branca

Por Carolina Gama

São Paulo – O sucesso da segunda fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China dependerá de como a primeira fase do pacto – que será assinada hoje – será implementada e como seus compromissos serão obedecidos, disse o principal conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

“O governo norte-americano conseguiu quase 50% do que almejava nessa primeira fase. Ainda veremos o que é definitivo e o que não é, mas o fato é que trata-se de um acordo histórico”, disse Kudlow a repórteres.

Questionado sobre as tarifas, ele não quis antecipar detalhes para a fase dois do acordo. “Houve um ajuste relacionado às tarifas nessa primeira fase do pacto comercial e não quero prever o que vai acontecer com as tarifas na fase dois”, afirmou.

Na primeira fase do acordo comercial, tanto Estados Unidos como China suspenderam a entrada em vigor de uma nova rodada de tarifas previstas para o final do ano passado. Além disso, Washington reduziu à metade, para 7,5%, as sobretaxas incidentes a US$ 120 bilhões em importados chineses. No entanto, manteve as tarifas de 25% a US$ 250 bilhões em mercadorias produzidas por Pequim.

“Esse é o melhor acordo que poderíamos alcançar. É um acordo que favorece o crescimento econômico. É positivo para a economia dos Estados Unidos, para a economia chinesa e para a economia mundial”, acrescentou Kudlow.