Subsidiária da Eletrobras aprova repactuação de dívida de R$ 809 milhões

Foto Divulgação/ Eletrobras

São Paulo – A Eletrobras informou que sua controlada Eletronorte aprovou a celebração do quarto instrumento de confissão de dívida com a Amazonas Energia, para repactuar dívida no valor de R$ 809 milhões e, com isso, o saldo a receber da empresa totaliza R$ 1,9 bilhão, em valores atualizados até o dia 6.

O valor é relativo às faturas de operação e manutenção e potência dos contratos dos produtores independentes de energia, localizados em Manaus (AM), vencidos entre novembro de 2020 a julho de 2021.

As condições da pactuação são carência de 12 meses de juros e principal encerrando em 30 de junho de 2022, com prazo de amortização de 60 meses, taxa de CDI +2,75% ao ano, com vinculação, em garantia, de recebimento de créditos estimados de sobrecontratação e mercado de curto prazo nos montantes de aproximadamente R$ 73 milhões e R$ 80 milhões, respectivamente, que vierem a ser recebido pela Amazonas Energia e também com garantia equivalente a uma Prestação, prestado por instituição financeira de primeira linha.

“Trata-se do quarto instrumento de confissão de dívida com a Amazonas Energia, sendo que os três primeiros foram pactuados pela Amazonas Geração e Transmissão (incorporada pela Eletronorte), correspondendo a um total de R$ 2,3 bilhões”, disse a empresa, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).