Senado dos EUA aprova pacote de estímulos com alterações; Biden comemora

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo, 8 de março de 2021 – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comemorou a aprovação do plano de alívio pela covid-19 de US$ 1,9 trilhão no Senado no final de semana, afirmando tratar-se um “passo gigante” para superar a crise da pandemia do novo coronavírus.

“Quando assumimos o cargo há 45 dias, prometi ao povo norte-americano que a ajuda estava a caminho. Hoje, posso dizer que demos mais um passo gigante para cumprir a promessa de que a ajuda está a caminho”, disse Biden, ao comentar a votação no sábado.

“Obviamente não foi fácil, nem sempre foi bonito, mas era tão desesperadamente necessário – urgentemente necessário”, acrescentou. “Vai fazer uma grande diferença em tantas vidas neste país.”

Para Biden, “o ponto principal é este: este plano nos coloca no caminho para vencer o vírus. Este plano dá àquelas famílias que mais lutam a ajuda e o fôlego de que precisam para superar este momento. Este plano dá às pequenas empresas neste país uma chance de sobrevivência”, disse. “E mais uma coisa: esse plano é histórico. Em conjunto, este plano permitirá reduzir a pobreza infantil pela metade”.

No final de semana, o Senado aprovou por 50 votos a favor e 49 contrários o pacote de alívio de US$ 1,9 trilhões, com algumas alterações. Os senadores reduziram os benefícios de desemprego de US$ 400 para US$ 300, ampliando a duração das provisões até 6 de setembro, e bloquearam um esforço para aumentar gradualmente o salário mínimo federal para US$ 15 por hora.

Segundo Biden, os deputados democratas não estão frustrados com as mudanças, afirmando que as concessões “não afetaram a substância e a essência do que o projeto é”.

O projeto de lei prevê US$ 300 em benefícios semanais de desemprego até 6 de setembro, envia US$ 1,4 mil em pagamentos diretos a muitos norte-americanos, direciona US $ 350 bilhões aos governos estaduais e locais, financia a distribuição de vacinas e amplia o crédito tributário infantil, entre outras ajudas.

A Câmara dos Deputados deve realizar uma votação processual sobre o projeto na noite de hoje, com aprovação final prevista para terça-feira.