Secretário do Trabalho dos EUA renuncia ao cargo

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O secretário do Trabalho dos Estados Unidos, Alexander Acosta, anunciou sua renúncia, em meio a crescentes pedidos por seu afastamento devido à forma com que lidou com um caso de tráfico sexual de menores quando era procurado federal há cerca de uma década.

Foto: Oscar Murgui / FreeImages.com

“Chamei o presidente esta manhã e disse que iria renunciar”, afirmou Acosta a repórteres, ao lado do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “Eu não acho que seja certo e justo para o Departamento de Trabalho desta administração ter Epstein como foco, ao invés da incrível economia que temos hoje”, afirmou. A renúncia entrará em vigor em sete dias.

Esta semana, veio a público que em 2008, quando era procurador dos Estados Unidos em Miami, Acosta fez um acordo para evitar que o bilionário Jeffrey Epstein fosse acusado criminalmente por tráfico sexual de menores. Epstein está sendo acusado novamente pelo mesmo crime. Acosta defendeu seu papel no caso há dois dias, em coletiva de imprensa.

Falando a repórteres do lado de fora da Casa Branca, Trump elogiou a atuação de Acosta como secretário. “Alex fez um grande trabalho”, disse o presidente, acrescentando que ele não precisava renunciar, mas quis se afastar pois quer o melhor para a administração. O subsecretário da pasta, Patrick Pizzella, vai ocupar o cargo de Acosta.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com