São Francisco adia processo de reabertura devido a avanço de covid-19

192
A cidade de São Francisco, na Califórnia. / FOto: Creative Commons

São Paulo — A cidade de São Francisco, na Califórnia, suspendeu temporariamente a expansão da reabertura econômica da cidade programada para o dia 3 de novembro, na terça feira.

Segundo o prefeito London N. Breed, essa pausa se deve a um aumento nas taxas de casos de covid-19 e hospitalizações em São Francisco, juntamente com o atual aumento de casos na Califórnia e nos Estados Unidos.

“O prefeito London N. Breed e o diretor de Saúde, Grant Colfax, anunciaram hoje que a cidade pausará temporariamente a reabertura de negócios e atividades adicionais programados para retomar ou expandir na terça-feira, 3 de novembro”, anunciou o governo local em comunicado.

“Essa pausa é uma medida de precaução para garantir que São Francisco possa continuar a reabrir com segurança, para tentar ajudar a evitar que São Francisco retroceda no plano do estado e para proteger a saúde da comunidade”, afirmam as autoridades locais.

Segundo o memorando, “é melhor para São Francisco parar agora e avaliar os dados do que continuar reabrindo e correr o risco de precisar reverter a reabertura em uma data futura. Especialmente com os próximos feriados e eventos, incluindo o Halloween e as eleições, e o desejo das pessoas de passar mais tempo com suas famílias e viagens, é mais importante do que nunca que a cidade avalie cuidadosamente os dados e responda de forma adequada”.

A prefeitura explica que a maioria das atividades e negócios que estavam programados para reabrir ou expandir sua capacidade na terça-feira, 3 de novembro, serão pausados.
“Isso inclui a abertura de piscinas cobertas, pistas de boliche e vestiários em academias de ginástica e a expansão da capacidade em restaurantes internos, locais de culto e museus”, indica o anúncio.

O comunicado explicou que atividades limitadas de menor risco que foram planejadas para avançar em 3 de novembro (e não estão vinculadas ao nível laranja do estado) ainda assim o farão, incluindo produções de filmagem expandidas com protocolos de segurança estritos e refeições em museus com até 25% da capacidade. “As escolas continuarão a reabrir, com mais de 75 escolas aprovadass para abrir suas portas na próxima semana”.

Por fim, o governo da cidade explica que um dos principais indicadores da prevalência de covid-19 na cidade, o número de novos casos por dia por 100 mil pessoas, aumentou nas últimas duas semanas de um mínimo de 3,14 casos por 100mil pessoas para 4,17 casos por 100mil pessoas.

“A taxa de aumento nas hospitalizações de pacientes com covid-19 também é um indicador chave que afeta o ritmo de reabertura. San Francisco atingiu recentemente uma baixa de 21 pessoas no hospital com covid-q9, mas esse número começou a subir novamente e agora está em 37 pessoas”, conclui o anunciado.