Sánchez, da Espanha, aposta em “virada” para ultrapassar direita neste domingo

646
Primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez / Foto: Pool Moncloa/ Borja Puig de la Bellacasa

São Paulo – Faltando dois dias para as eleições legislativas na Espanha, o primeiro-ministro do país, Pedro Sánchez, busca reverter pesquisas que apontam favoritismo ao Partido Popular (PP), de direita. Nesta sexta-feira (21), Sánchez afirmou estar confiante em uma virada do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE).

“Meu diagnóstico particular é que o Partido Popular está por baixo e que o Partido Socialista está voltando”, disse Sánchez durante entrevista à televisão pública. Ele também reforçou os números econômicos positivos de sua gestão como o “argumento principal” para convencer os eleitores indecisos.

As eleições legislativas antecipadas foram convocadas na Espanha após o fracasso da esquerda nas eleições municipais de maio. Enquanto Sánchez busca reverter as pesquisas, uma possível vitória do PP, liderado por Alberto Núñez Feijóo, é o cenário mais provável.

Apesar do favoritismo nas pesquisas, o PP precisará do apoio do partido ultradireitista Vox para formar o governo. Uma possível aliança nacional entre PP e Vox daria à extrema direita um lugar no governo pela primeira vez desde que a atual constituição foi aprovada em 1978, após quatro décadas da ditadura de Francisco Franco.