Rubem Novaes deixa presidência do Banco do Brasil hoje

177
Foto divulgação: Banco do Brasil

São Paulo – O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, formalizou o pedido de renúncia ao cargo, com efeito a partir desta terça-feira, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A expectativa é de que ele seja substituído por André Guilherme Brandão, executivo que tem experiência no setor bancário, com passagem pelo HSBC Global Market para as Américas e Nova York.

Novaes havia pedido demissão em julho e, na ocasião, disse à CNN Brasil que decidiu deixar o cargo por “não se adaptar à cultura de privilégios, compadrio e corrupção de Brasília”.

Dias depois, durante uma teleconferência de apresentação dos resultados corporativos do BB no segundo trimestre deste ano, Novaes afirmou que sua decisão ocorreu após constatar que é o mais velho entre os presidentes dos grandes bancos brasileiros.

“Tomei a decisão de passar o bastão por entender que ao fazer 75 anos agora, preciso passar o bastão para alguém mais jovem que tenha energia”, afirmou à época.

Segundo ele, um executivo com menos idade terá condições de liderar o Banco do Brasil em meio às transformações digitais e ao surgimento das fintechs, open banking e a um cenário mais competitivo.