Rodrigo Maia reitera compromisso com vacina em crítica indireta a Bolsonaro

151
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, faz palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

São Paulo – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), declarou ontem que a instituição tem compromisso com a vacina contra o coronavírus, com a independência dos órgãos reguladores e com a responsabilidade fiscal. As informações são da Agência Câmara.

A declaração foi publicada em sua conta oficial no Twitter. “Entre pólvora, maricas e o risco à hiperinflação, temos mais de 160 mil mortos no país, uma economia frágil e um estado às escuras. Em nome da Câmara dos Deputados, reafirmo o nosso compromisso com a vacina, a independência dos órgãos reguladores e com a responsabilidade fiscal”, afirmou no post.

Rodrigo Maia também prestou solidariedade a todos os parentes e amigos de vítimas da covid-19. A declaração do presidente da Câmara faz referência à suspensão, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), dos estudos clínicos da vacina CoronaVac, conduzidos pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech, e à reação do presidente Jair Bolsonaro à decisão.

Bolsonaro disse que o Brasil precisa “deixar de ser um país de maricas” e enfrentar a pandemia do coronavírus. “Tudo agora é pandemia. Tem que acabar com esse negócio. Lamento os mortos, todos nós vamos morrer um dia. Não adianta fugir disso, fugir da realidade, tem que deixar de ser um país de maricas”, afirmou o presidente.

A comissão mista destinada a acompanhar a situação fiscal e a execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas ao combate da covid-19 poderá votar hoje, a partir das 10h, requerimentos que pedem o esclarecimento da suspensão.