Reuters/Ipsos: Aprovação de Biden fica em 40%; norte-americanos seguem preocupados com economia

644
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manteve um índice de aprovação estável de 40% no início de julho, próximo aos níveis mais baixos de sua presidência, revelou a pesquisa Reuters/Ipsos nesta quarta-feira (12). Os resultados indicam que as preocupações econômicas continuam a preocupar os norte-americanos.

A pesquisa online de três dias entrevistou 1.028 adultos norte-americanos sobre a maneira como Biden está lidando com seu trabalho como presidente. Embora tenha havido uma pequena queda em relação ao mês anterior, dentro da margem de erro da pesquisa, a aprovação de Biden permaneceu relativamente constante.

A economia foi citada como a principal preocupação por 21% dos entrevistados, seguida por crime ou corrupção, mencionados por 15%. A pesquisa ressalta que a Casa Branca tem realizado eventos para tentar melhorar a percepção sobre a economia, divulgando a agenda “Bidenomics”.

Em comparação com seu antecessor, Donald Trump, o índice de aprovação de Biden neste ponto de sua presidência é semelhante, ambos com 41%. No entanto, esses números são considerados relativamente baixos em comparação com os presidentes anteriores, Barack Obama e George W. Bush.

A pesquisa também revelou divisão de opiniões em relação à decisão da Suprema Corte de derrubar o programa de perdão de empréstimos estudantis de Biden. 49% dos entrevistados apoiaram a decisão, enquanto 48% se opuseram. Sobre o uso de ação afirmativa nas admissões em faculdades, 60% apoiaram a decisão do tribunal de acabar com o programa.