Relatório do Fed mostra que perspectivas para economia são otimistas

Prédio do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em Washington. Foto: Divulgação/ Federal Reserve

São Paulo – As perspectivas para a economia dos Estados Unidos são mais otimistas graças ao avanço do processo de vacinação contra a covid-19 em andamento no país, que já permitiu uma aceleração do crescimento para um ritmo moderado do final de fevereiro ao início de abril, segundo o Livro Bege, relatório do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre as condições econômicas das 12 principais regiões do país.

“Os gastos do consumidor se fortaleceram. Os relatos sobre o turismo foram mais otimistas, impulsionados por um aumento na demanda por atividades de lazer e viagens, que os contatos atribuíram às férias de primavera, uma flexibilização das restrições relacionadas à pandemia, aumento das vacinações e recentes pagamentos de estímulos, entre outros fatores”, diz o documento.

Apesar das interrupções generalizadas na cadeia de abastecimento, o Livro Bege mostra que a atividade industrial se expandiu ainda mais, com metade dos distritos citando um crescimento robusto no período avaliado.

“As vendas de automóveis cresceram, mesmo com os estoques de veículos novos sendo limitados pela falta de microchip”, diz o Livro Bege.

O quadro nos serviços não financeiros em geral melhorou, em parte apoiado pelo fortalecimento da demanda por serviços de transporte, profissionais e de negócios, lazer e hotelaria. Já entre os bancos, na maioria dos distritos houve aumentos modestos a moderados no volume geral de empréstimos.

No setor imobiliário, os preços subiram no período avaliado. “A alta demanda sustentada e a oferta restrita de residências unifamiliares aumentaram ainda mais os preços, e os construtores observaram os desafios contínuos de produção, incluindo custos crescentes. Os relatórios sobre imóveis comerciais e construção variaram, com a atividade nos segmentos de hotelaria, escritórios e varejo geralmente permanecendo fraca”, diz o Livro Bege.

EMPREGO

O processo de reabertura da economia norte-americana favoreceu a criação de vagas e uma leve alta de preços entre o final de fevereiro e o início de abril, segundo o Livro Bege.

O documento mostrou ainda que a contratação continuou a ser um desafio, especialmente para trabalhadores de baixa remuneração ou que trabalham por hora, restringindo o crescimento do emprego em alguns casos. Ainda assim, as expectativas são otimistas.

“O aumento dos salários acelerou ligeiramente no geral, com pressões salariais mais significativas em setores como manufatura e construção, em que encontrar e reter trabalhadores era particularmente difícil. Alguns contatos mencionaram o aumento do salário inicial e a oferta de bônus de assinatura para atrair e reter funcionários”, diz o Livro Bege.

INFLAÇÃO

O Livro Bege confirmou que o processo de reabertura econômica leva a uma aceleração da inflação. Segundo o documento, os preços subiram ligeiramente entre o final de fevereiro e o início de abril, com muitos distritos relatando aumentos moderados e alguns dizendo que os preços tiveram uma elevação mais robusta.

“Os custos de insumos aumentaram em toda a linha, mas especialmente nos setores de manufatura, construção, varejo e transporte – especificamente, preços de metais, madeira serrada, alimentos e combustíveis”, diz o documento.

Segundo o Livro Bege, o aumento de custos foi parcialmente atribuído às interrupções contínuas na cadeia de suprimentos, temporariamente exacerbadas em alguns casos por eventos climáticos de inverno.

“Houve relatos generalizados de aumento dos preços de venda também, mas normalmente não acompanhando o aumento dos custos. Os contatos geralmente esperam aumentos de preços contínuos no curto prazo”, diz o documento.