Relatório de emprego foi uma boa notícia para a economia, diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente norte-americano, Joe Biden, classificou como positivo o relatório de emprego de maio, afirmando que os dados mostram que a economia dos Estados Unidos segue se recuperando bem da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Ele, no entanto, ressaltou que o processo de retomada econômica não será linear e que dados mais pessimistas devem surgir nos próximos meses.

“Nesta manhã soubemos que a economia criou 559 mil empregos, que a taxa de desemprego caiu para 5,8% e que os salários subiram. Com esses dados, desde que assumi, foram criadas 2 milhões de vagas – o maior número de abertura de postos de trabalho nos primeiros quatro meses de qualquer outro presidente norte-americano. A taxa de desemprego é a menor desde o início da pandemia”, afirmou ele.

Em maio, a economia dos Estados Unidos criou 559 mil postos de trabalho e a taxa de desemprego caiu para 5,8%, de 6,1% em abril. O número de vagas criadas ficou abaixo da projeção dos analistas, que esperavam abertura de 663 mil vagas. A taxa de desemprego veio abaixo da previsão, de 5,9%. Já os salários subiram em 0,5% em base mensal e em 2,0% em termos anuais – ambos acima das estimativas.

Biden atribuiu da recuperação da economia norte-americano aos incentivos fornecidos por seu governo e também ao processo de vacinação contra a covid-19. Segundo ele, 62% dos adultos norte-americanos já estão totalmente vacinados, enquanto 75% das pessoas com mais de 65 anos concluíram o ciclo de imunização.

“A recuperação da economia não é sorte e sim o resultado de muito trabalho e da vacinação”, afirmou ele. “A média das projeções quando eu assumi, em janeiro, indicavam que a economia cresceria entre 3% e 4% este ano. Nesta semana, a OCDE reviu sua estimativa, indicando que vamos crescer 6,9% em 2021 – o maior ritmo de expansão entre as economias mais avançadas do mundo”, acrescentou.

Para manter o ritmo de crescimento, Biden lembrou das medidas que já foram implementadas por sua administração e pediu que o Congresso avance com suas propostas para infraestrutura de US$ 1 trilhão e para as famílias, de US$ 1,8 trilhão.

“Oferecemos crédito para as empresas aumentarem a contratação, lançamos um programa de financiamento para bares e restaurantes e, na próxima semana, as famílias com crianças poderão ter acesso a um crédito”, afirmou ele. “Precisamos dar continuidade a esse trabalho”, acrescentou.