Relator da CPI do BNDES remove Lula e Dilma de indiciados

Por Gustavo Nicoletta

A ex-presidenta Dilma Rousseff após Congresso aprovar impeachment. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

São Paulo – O deputado Altineu Côrtes (PL-RJ), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura irregularidades no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), removeu da lista de pedidos de indiciamento os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, além de outras nove pessoas.

A decisão foi tomada ontem para tentar chegar a um acordo que viabilizasse a votação do parecer. No complemento de voto, Côrtes afirma que “tendo em vista os debates travados e em razão do exíguo prazo do qual dispõe esta comissão, entende-se por bem que os nomes dos senhores Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Vana Rousseff sejam excluídos” da lista de indiciados.

Também foram retirados da lista os nomes de Gil Bernardo Borges Leal, Ricardo Luiz de Souza Ramos, Paulo de Sá Campello Faveret Filho, Luciene Ferreira Monteiro Machado, Maria da Glória Rodrigues Câmara, Roberto Rodrigues, Antônio Luiz Feijó Nicolau e Wallin Vasconcellos. A justificativa foi de que todos ocuparam cargos técnicos no BNDES de forma transitória. O nome de Mendes Ribeiro Filho também foi retirado “em razão de erro material”.

Segundo Cõrtes, as contribuições constantes no parecer “devem ser vistas como o resultado a que se foi possível chegar com os esforços dos membros desta Comissão, dentro do limitado tempo que dispuseram.”

O parecer da CPI do BNDES foi apresentado originalmente na semana passada e atribuía a Lula e Dilma os crimes de formação de quadrilha e corrupção passiva. As acusações a ambos foram ligadas a suspeitas de irregularidades em operações do BNDES em apoio à JBS e no financiamento à exportação de serviços de engenharia.

A CPI do BNDES termina obrigatoriamente na terça-feira (22) e pode ser concluída sem que o um parecer seja aprovado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com