Reino Unido anuncia pacote de alívio de 4,6 bi de libras para empresas

173
O secretário do Tesouro do Reino Unido, Rishi Sunak / Foto: Governo britânico

São Paulo – O secretário do Tesouro do Reino Unido, Rishi Sunak, anunciou um novo pacote de alívio de 4,6 bilhões de libras esterlinas para apoiar as empresas britânicas mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus, após o governo anunciar ontem mais um bloqueio nacional da Inglaterra.

“Ontem à noite, o primeiro ministro anunciou um bloqueio nacional. A nova variante do vírus nos apresenta um novo desafio, enquanto a vacina é aplicada. Então é certo dar mais apoio para empresas chegarem até a primavera. Hoje estou anunciando um adicional de 4,6 bilhões de libras para os setores mais atingidos no Reino Unido, aqueles no varejo, hospitalidade e lazer, forçados fechar”, disse Sunak.

“Para apoiar milhões de pessoas que trabalham nestes setores, vamos oferecer subsídios em dinheiro de até 9 mil libras por premissa de negócios, e dar a conselhos locais um adicional de meio bilhão de libras para apoiar empresas em suas áreas”.

Sunak disse que as medidas somam-se aos programa de subsídios já em vigor de até 3 mil libras por mês que as empresas já podem solicitar, além da extensão até abril do plano de apoio a empregos, pelo qual o governo contribui com até 80% do salário dos trabalhadores.

Ontem, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou um bloqueio nacional na Inglaterra de hoje até, pelo menos, meados de fevereiro, diante da propagação de uma nova variante de coronavírus e do aumento de infecções, hospitalizações e mortes no país.

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, também anunciou ontem um novo bloqueio, que deve durar o mês de janeiro inteiro, devido a um aumento nos casos do novo coronavírus.