Regulador da UE aprova uso de vacina da Moderna contra covid-19

129
Foto: União Europeia

São Paulo – A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) aprovou o uso da vacina contra covid-19 da Moderna em pessoas a partir dos 18 anos de idade, na segunda vacina autorizada na União Europeia (UE), depois da desenvolvida pela Pfizer e BioNTech.

Segundo a EMA, em comunicado, o comitê de medicamentos humanos avaliou os dados sobre a qualidade, segurança e eficácia da vacina e recomendou por consenso uma autorização de comercialização formal condicional concedida pela Comissão Europeia.

“Um ensaio clínico muito grande mostrou que a vacina contra covid-19 da Moderna foi eficaz na prevenção de covid-19 em pessoas a partir dos 18 anos de idade”, diz a nota. O estudo envolveu cerca de 30.000 pessoas no total, e a taxa de eficácia da vacina da Moderna é de 94,1%.

“Esta vacina nos fornece outra ferramenta para superar a emergência atual”, disse a diretora executiva da EMA, Emer Cooke. “É uma prova dos esforços e do compromisso de todos os envolvidos o fato de termos esta segunda recomendação de vacina positiva pouco menos de um ano desde que a pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, comemorou a decisão. “Boas notícias pelos nossos esforços para levar mais vacinas contra covid-19 aos europeus! A EMA avaliou que a vacina da Moderna é segura e eficaz. Agora estamos trabalhando a todo vapor para aprová-la e disponibilizá-la na UE”, disse ela, no Twitter.

A vacina da Moderna já foi aprovada por agências reguladoras nos Estados Unidos, Canadá e Israel. No início da semana, a Moderna melhorou a estimativa de produção mínima de sua vacina contra o novo coronavírus de 500 milhões de doses para 600 milhões para este ano.