Rede reúne assinaturas e pede CPI da Amazônia no Senado

Por Álvaro Viana

Avião da Força Aérea combate incêndio na (Foto: Divulgação/FAB)

Brasília – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou por meio de seu perfil no Twitter, que seu partido conseguiu reunir as 27 assinaturas necessárias para a criação de uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a crescente das queimadas na região amazônicas – a que deu a alcunha de CPI da Amazônia.

A comissão, segundo o senador, vai apurar as motivações das queimadas e o aumento no índice de desmatamento. Pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), aponta uma crescente de 83% no número de incêndios florestais de janeiro até agosto deste ano comparado com o mesmo período do ano passado.

A CPI deve tratar ainda sobre os motivos para a recusa do governo aos recursos da Alemanha e Noruega destinados ao Fundo Amazônia. A ação descortinou uma crise na diplomacia brasileira, principalmente após o presidente Jair Bolsonaro ter feito ataques ao presidente da França, Emmanuel Macron e à sua mulher. Macron, durante entrevista coletiva durante encontro do G7, afirmou que esperaria que o Brasil tivesse um presidente “à altura do cargo”.

Após decisão da cúpula do G7 sobre destinar cerca de R$ 91 milhões para o combate ao desmatamento, o presidente Bolsonaro condicionou o recebimento desse recurso a um pedido de desculpas do chefe de Estado francês.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com