RADAR: Mercados reagirão a corte de juros do Copom

32

Por Allan Ravagnani

São Paulo – Os principais índices acionários do mundo operam em direções distintas, repercutindo o corte de juros básicos nos Estados Unidos em 0,25 ponto percentual, mas não deixando claro se haverá mais reduções este ano.

Por aqui, ontem o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu a taxa básica de juros, a Selic, em 0,5 ponto percentual (pp), para 5,5% ao ano (aa) – uma mínima histórica. Foi o segundo corte consecutivo na taxa depois de mais de um ano de estabilidade. A decisão, que foi unânime, ficou em linha com a previsão das 23 instituições financeiras consultadas pela Agência CMA.

O comitê deixou nas entrelinhas a possibilidade de um novo corte para a reunião de 30 de outubro. De acordo com o relatório matinal da Correparti, este movimento inviabiliza cada vez mais a arbitragem por parte de investidores estrangeiros e pode colocar alguma pressão sobre o dólar comercial.

Em política, o Brasil foi excluído de falar na cúpula do clima da ONU, marcada para a próxima semana, de acordo com a entidade, o Brasil não apresentou um plano para ampliar seus compromissos ambientais.

A Câmara aprovou ontem o projeto de lei que altera regras para partidos e eleições. É a segunda vez que o texto passa pela Casa. O Senado havia retirado os dispositivos que facilitavam o caixa dois e dificultavam a fiscalização das contas eleitorais pelo TSE. Ficou, porém, o fundo eleitoral sem valor pré-definido.

A PF entrou agora de manhã no Congresso Nacional. Na mira estão o senador Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado, e seu filho, o deputado Fernando Coelho Filho. Os delegados traziam mandados de busca e apreensão autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso.

EMPRESAS

O BTG Pactual afirmou, em relatório, que vê uma tendência de melhora para as Lojas Americanas em suas lojas físicas, impulsionadas pela recuperação da economia e as iniciativas em meios de pagamento, enquanto a exposição à B2W, e ao crescimento do comércio eletrônico brasileiro também deve dar frutos.

A Petrobras se prepara para anunciar uma redução na quantidade de furtos de petróleo e derivados em seus dutos, disse uma fonte ligada à empresa. A redução que a empresa tem observado, segundo esta fonte, seria decorrente de intervenções que a empresa tem feito nos últimos dois anos para conter o aumento na quantidade de ações de grupos criminosos contra instalações da empresa. Apenas no ano passado a estatal observou 261 perfurações irregulares em dutos, sendo a maior parte em São Paulo e Rio de Janeiro.

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) proferiu decisão favorável à Petrobras, em processo fiscal que trata do momento da dedutibilidade dos gastos incorridos pela companhia com o desenvolvimento da produção de petróleo e gás, para fins de apuração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), referentes aos exercícios de 2012 e 2013, no valor aproximado de R$ 16,4 bilhões.

O Itaú Unibanco anunciou uma redução nas taxas de juros de suas linhas de crédito, com repasse do corte de 0,50 ponto percentual na taxa básica (Selic) para seus clientes, após anúncio do Copom nesta quarta-feira, 18.

A fabricante de aviões Airbus prevê que a frota mundial de aeronaves comerciais e de transporte de carga irá mais do que dobrar nos próximos 20 anos, indo das aproximadamente 23 mil existentes hoje para quase 48 mil até 2038, com o tráfego aéreo crescendo ao ritmo de 4,3% ao ano, o que ocasionará também uma demanda por 550 mil novos pilotos e 640 mil novos técnicos.

A CSN vai pagar R$ 412,659 milhões em dividendos, equivalente a R$ 0,299003394462 por ação. O valor é equivalente a 25% do lucro líquido do primeiro semestre de 2019, e será pago em conceito de antecipação do dividendo mínimo obrigatório.

A agência de classificação de riscos Moodys reafirmou o rating da companhia em Ba3, mas alterou a perspectiva de todos os ratings de estável para positiva, refletindo, segundo a agência, no progresso do plano de negócios plurianual.