RADAR DO DIA: Volatilidade deve imperar nos mercados

478

São Paulo – No último pregão da semana, que antecede o feriado de Páscoa, os mercados devem agir com bastante volatilidade e ainda mais sensível a qualquer movimento governamental, para conter a pandemia do Covid-19, nome do novo coronavírus, que vem ditando o ritmo dos negócios ao redor do globo.

Por aqui, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da cloroquina no tratamento da doença mesmo depois que o Ministério da Saúde ter dito que ainda são necessários testes que confirmem a eficácia do medicamento.

Durante o pronunciamento de ontem, Bolsonaro também reiterou seu posicionamento quanto à necessidade de preservar a atividade econômica durante à pandemia, ainda que isso signifique retirar as pessoas de casa – o que resultaria em afrouxamento do distanciamento social que está em vigor nos estados.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, concedeu medida cautelar em uma ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmando que o governo federal precisa respeitar medidas adotadas por governos estaduais e municipais no combate à pandemia do novo coronavírus.

Os investidores também devem ficar de olho nas ações do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, em relação ao combate à doença e ruídos políticos sobre seu nome. A pasta definiu critérios para a adoção do distanciamento social, recomendando que nas cidades onde menos de 50% dos leitos de UTI estejam ocupados seja “seletivo”.

No Brasil, o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus ultrapassou 16 mil, e o total de mortes provocadas pela doença chegou a 800.

No exterior, a reabertura dos Estados Unidos acontecerá em fases quando a curva de casos do novo coronavírus começar a cair, disse o presidente norte-americano, Donald Trump, durante coletiva na Casa Branca. Segundo ele, o país está próximo de retornar à normalidade. O Congresso deve aprovar uma ajuda adicional de US$ 250 bilhões às empresas do país.

Na Europa, o Eurogrupo ainda não chegou a um acordo sobre as medidas de estímulos que adotarão como uma resposta comum aos impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus. A ata do Banco Central Europeu (BCE) mostra que todos os países da região estão em contenção e que a incerteza econômica cria tensões severas.

O petróleo é outro tema que os investidores devem ficar de olho, já que a Rússia e a Arábia Saudita passaram a disputar participação no mercado depois que Moscou se recusou no mês passado a aceitar cortes mais amplos na produção em uma tentativa de equilibrar o mercado, que sofre com a queda da demanda global devido à pandemia do coronavírus.

Ontem, o Ibovespa fechou em alta pelo terceiro pregão seguido e no maior nível desde o dia 13 de março (82.677,91 pontos), ao registrar ganhos de 2,96%, aos 78.624,62 pontos, refletindo o movimento das bolsas norte-americanas.

Nesta manhã, os contratos futuros dos principais índice do mercado de ações dos Estados Unidos apontam para uma abertura positiva, de olho na reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep)+, do Eurogrupo e à expectativa pela divulgação dos pedidos semanais de seguro desemprego.

As principais bolsas da Europa também operam em alta no aguardo do desdobramento da reunião do Eurogrupo e da Opep+.

Na Ásia, os principais índices do mercado de ações asiático fecharam em campo positivo, refletindo a expectativa dos investidores de que o pico da pandemia do novo coronavírus está próximo, e seguindo os ganhos de ontem nos Estados Unidos.

EMPRESAS

A Klabin informou que celebrou acordo para aumento de capital de R$ 81 milhões na sua controlada Sapopema Reflorestadora, refletindo o sucesso da parceria com a Timber Investment Management Organization (TIMO) na condução da Sociedade de Propósito Específico (SPE).

Os acionistas da Enel São Paulo aprovaram, durante assembleia geral ordinária, o valor de R$ 470,6 milhões que é equivalente a R$ 2,38333085281 por cada ação ordinária, como forma de dividendo complementar.

O grupo de trabalho formado para avaliar o contrato de royalty pelo uso da marca Klabin e outras seis recomendou que a companhia volte a conversar com seus acionistas para encerrar o contrato de royalties com a família dos controladores com base nos moldes negociados em 2019.

A Totvs comprou 100% do capital da Wealth Systems Informática, que atua no mercado de software de Costumer Relationship Management (CRM) e Sales Force Automation (SFA), por R$ 27 milhões. Deste valor, R4 16,7 foram pagos à vista aos vendedores e R$ 10,3 milhões serão quitados em fevereiro de 2021.

A Petrobras informou que devido ao cancelamento da assembleia geral ordinária (AGO) também suspendeu as datas agendadas para o pagamento de dividendos que seriam distribuídos com base no resultado de 2019, totalizando R$ 1,7 bilhão.

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica (TAESA) vai emitir R$ 450 milhões em debêntures em série única e vencimento em dois anos. A proposta de emissão foi aprovada pelo conselho de administração.

A Klabin cancelou a assembleia geral ordinária (AGO) que seria realizada no dia 30 de abril, devido à pandemia de coronavírus, e reagendou a reunião para o dia 31 de julho.

A Itaúsa cancelou a assembleia geral ordinária e extraordinária (AGO) programada para o dia 24 de abril, devido à disseminação do coronavírus.

A mineradora Vale disse que estendeu por três meses o período de cuidado e manutenção (care and maintenance) na mina de Voisey’s Bay no Canadá, enquanto continua a monitorar a progressão e os eventos associados à pandemia de coronavírus.

A Smiles Fidelidade cancelou suas projeções para o ano de 2020, devido aos impactos econômicos do novo coronavírus no mercado no qual a empresa atua.

Os acionistas da Raia Drogasil (RD) aprovaram em assembleia geral ordinária (AGO) a distribuição de R$ 20,1 milhões em dividendos adicionais referentes ao exercício 2019 da companhia.