RADAR DO DIA: Otimismo continua apesar de turbulência nos EUA

158

São Paulo – Assim como visto ontem, os investidores continuam otimistas com a expectativa de uma abertura mais rápida de algumas economias, embora os protestos nos Estados Unidos geram cautela, assim como o cenário político local conturbado.

Internamente, o desagravo entre Legislativo e Judiciário aumentou após a Polícia Federal (PF) deflagrar a operação das fakes news, que teve como alvo bolsonaristas declarados, entre eles Roberto Jefferson, o empresário Luciano Hang e a deputada federal Carla Zambelli.

Por outro lado, o jornal “Folha de S.Paulo” traz uma matéria na qual aponta a mudança de estratégia do governo em relação ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que após ter impedido a posse de Alexandre Ramagem na PF foi duramente atacado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Após atos violentos entre manifestantes pró e contra Bolsonaro, no último domingo, que acabou unindo até torcidas organizadas de times de futebol de São Paulo pedindo democracia, outra convocação para este domingo começa a ganhar força e pode elevar a tensão política.

Lá fora, as atenções seguem voltadas para os protestos nos Estados Unidos que já duram mais de uma semana contra a violência policial e o racismo, após a morte de George Floyd, um homem negro, por um policial e o enforcou até a morte.

Para conter os protestos, as forças de segurança norte-americanas intensificaram os esforços com a adoção de toque de recolher em diversas cidades do país.

Além disso, os investidores seguem olhando para crise Estados Unidos e China. O país asiático aprovou uma resolução que autoriza a elaboração de uma nova lei de segurança nacional para Hong Kong abrindo um precedente para uma colisão entre Pequim e Washington, uma vez que Trump já afirmou que estuda possíveis sansões em retaliação à atitude chinesa.

Relatos na mídia internacional dão conta que a China teria suspendido as importações de alguns produtos agrícolas dos EUA, incluindo a soja, em meio às tensões entre as duas potências econômicas. Porém, o veículo de notícia “Global Time” afirmou ontem que o país asiático continua comprando a commodity dos norte-americanos.

Em relação à pandemia causada pelo novo coronavírus, o número de mortes no mundo está em mais de 376 mil pessoas, de acordo com a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins, enquanto o número de casos no mundo já ultrapassou está perto de 6,3 milhões de infectados. O Brasil possui 555,383 mil casos confirmados, enquanto 31,199 mil pessoas morreram por causa da doença.

Ontem, o Ibovespa encerrou em alta de 2,73%, aos 91.046,38 pontos, refletindo a recuperação de bolsas no exterior em meio a reabertura de economias, o que fez o índice encerrar no maior nível de fechamento desde o dia 11 de março, quando fechou em 92.214,47 pontos.

Nesta manhã, os contratos futuros de ações dos Estados Unidos operam no campo positivo, de olho na reabertura de algumas economias, embora os investidores seguem de olho nos protestos pelo país e no aguardo da divulgação de indicadores como dados de emprego em maio.

Na Europa, as principais bolsas operam no terreno positivo, embalados pelo bom humor dos investidores em torno da reabertura gradual das economias mundo afora, além de repercutir alguns indicadores divulgados na região.

Na Ásia, os principais índices do mercado de ações fecharam em alta, refletindo as reaberturas de economias e dados positivos na China, além de novos estímulos econômicos anunciados pela Coreia do Sul.

CORPORATIVO

A Braskem registrou prejuízo líquido de R$ 3,649 bilhões no primeiro trimestre de 2020, revertendo o lucro visto no mesmo período do ano passado. A receita líquida somou R$ 12,625 bilhões no período, 3% menor que o visto na base anual.

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou os ratings da GOL Linhas Aéreas e da Azul de ‘B1’ para ‘Caa1’ na escala global, com perspectiva negativa, refletindo um declínio mais acentuado no tráfego de passageiros do que o inicialmente previsto e uma recuperação mais lenta que impedirá a demanda atingir níveis de 2019 antes de 2023.

A Smiles Fidelidade, programa de milhagem da GOL Linhas Aéreas, recebeu carta de renúncia de Adriano Cives Seabra ao cargo de membro efetivo independente do conselho de administração, para o qual foi eleito em assembleia geral ordinária e extraordinária em abril de 2019.

O comitê de gestão, pessoas e elegibilidade da Eletrobras opinou pela elegibilidade de nomes indicados para compor o conselho de administração, conselho fiscal, conselho de subsidiárias e de Sociedades de Propósito Específico (SPEs) a qual a estatal faz parte.

A Embraer disse que analisa estruturas de financiamento junto a bancos públicos e privados como parte do processo de gestão diligente do seu endividamento e caixa, visando o reforço de sua posição de liquidez.

A administradora de shopping centers Multiplan informou que a partir de amanhã retomará a operação do Jundiaí Shopping, na cidade de Jundiaí. O empreendimento funcionará em horário reduzido, das 14h às 20h, de segunda a sábado, e adotará todas as medidas para preservar a segurança e o bem-estar dos clientes, lojistas e funcionários.

A Multiplan confirmou que dará isenção nos aluguéis de lojistas que não puderam operar no mês de abril, mas que manterá as cobranças de encargos de condomínio e fundo de promoções oferecidas em março.