RADAR DO DIA: Ministério da Saúde pode ter nova mudança

São Paulo – As bolsas no exterior iniciam a semana em alta com as declarações da atual secretária de Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, sobre a inflação. Ela, que já presidiu o banco central do país, disse os preços devem subir após o pagamento do auxílio, mas de forma temporária e gerenciável. Isso afastou parte da preocupação com um aumento de juros no curto prazo decorrente da aceleração da inflação norte-americana.

Na Ásia, Os principais índices do mercado de ações fecharam sem direção comum, por um lado em meio a expectativas de recuperação da economia dos Estados Unidos e com dados fortes da China e, por outro, com temores pelo aperto de políticas chinesas.

No Brasil, o mercado deve ficar atento às notícias de que o presidente Jair Bolsonaro trocará o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Bolsonaro já conversa com a médica cardiologista Ludhmila Hajjar, a mais cotada para função. Esta seria a quarta mudança na pasta, que desde a eleição do presidente já teve Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, que passou de interino para titular do cargo.

O estado de São Paulo inicia hoje a fase emergencial, que contém regras mais rígidas para o funcionamento de atividades essenciais.

Na agenda do dia, os investidores também devem monitorar os dados sobre a atividade econômica em janeiro, previstos para as 9h, e à entrevista ao vivo de Lira e do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a partir das 14h30. Bons negócios.

Em âmbito corporativo, o tráfego total de veículos nas rodovias da Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) entre 5 e 11 de março registrou queda de 8,8%, sendo que os veículos de passeio tiveram queda de 25,1% e o comercial caiu 4,2%. Sem a ViaSul, o tráfego também registrou queda, de 7,9% no período, sendo que os leves caíram 23,4% e o comercial caiu 4,3%.

A Parnaíba II Geração de Energia, subsidiária da Eneva, adquiriu 1.070.000 ações ordinárias de emissão da Eneva no programa de recompra de ações aprovado pelo conselho de administração no dia 11 de dezembro de 2020.

A agência de classificação de risco Standard and Poor’s afirmou a nota de crédito da Eletrobras em ‘BB-‘ com perspectiva estável, para incorporar a perspectiva remota de privatização da companhia, na avaliação da agência.

O conselho de administração da Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) elegeu Luis Alessandro Alves para ocupar o cargo de diretor de implantação da companhia, em substituição a Marcus Vinícius do Nascimento, a partir de 15 de março. A deliberação ocorreu em reunião ordinária realizada em 3 de março.

A Petrobras informou que os membros da diretoria executiva e o presidente estão comprometidos em cumprir seus mandatos até o encerramento, em 20 de março e que, após essa data, os mandatos serão estendidos automaticamente até que o conselho de administração da companhia delibere sobre a eleição dos substitutos.

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) deve aumentar 2,3% em março, totalizando 70.279 megawatts (MW) médios, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na semana anterior, a previsão era de alta de 2,2%.