RADAR DO DIA: Mercados digerem Trump e indefinições por aqui

153
Foto: Krzysztof Baranski/ freeimages.com

São Paulo – Os mercados devem iniciar os pregões com certa desconfiança após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, rejeitar a proposta dos democratas sobre o novo pacote de ajuda fiscal de US$ 2,4 trilhões. O líder norte-americano ainda ordenou que as negociações sejam suspensas até depois da eleição presidencial, que acontece no dia 3 de novembro.

Trump disse, no entanto, que assinará um projeto de lei independente autorizando cheques de estímulos, e pediu ao Congresso que aprovasse rapidamente ajuda para companhias aéreas e pequenas empresas.

“A Câmara e o Senado devem aprovar imediatamente US$ 25 bilhões para apoio à folha de pagamento de companhias aéreas e US$ 135 bilhões para o Programa de Proteção aos Salários para pequenas empresas”, disse em seu Twitter.

Ontem, os principais índices dos Estados Unidos e do Brasil registraram queda após a fala do presidente norte-americano. Já nesta quarta-feira os índices operam de forma mista na Europa, ainda repercutindo a fala de Trump. Na Ásia, a maioria das bolsas fechou o dia com alta em reação ao orçamento da Austrália, sendo que no Japão a bolsa registrou queda.

Além disso, os investidores aguardam a ata do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), além da divulgação dos dados de crédito ao consumidor referente a agosto, que tem como previsão uma alta de US$ 14 bilhões.

Na Europa, representantes da União Europeia e da Ucrânia assinaram seis acordos bilaterais no valor de quase 400 milhões de euros (US$ 471 milhões) paralelamente à Cúpula UE-Ucrânia realizada em Bruxelas, disse o gabinete do presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy.

No quesito geopolítico, as forças armadas da Armênia tentaram um ataque com foguete ao oleoduto Baku-Tbilisi-Ceyhan (BTC), disse a Promotoria Geral do Azerbaijão. O oleoduto ocupa um lugar especial na segurança energética europeia, é o maior projeto estratégico da região.

No Brasil, o destaque vai para as discussões sobre o Renda Cidadã. A indefinição sobre como o governo vai financiar o programa segue pesando na Bolsa brasileira.

Ontem, o portal de notícias “G1” disse que o presidente Jair Bolsonaro quer evitar polêmicas antes das eleições e postergar a decisão referente ao Renda Cidadã. Porém, o senador Márcio Bittar afirmou que apresentaria seu relatório e prometeu que o Renda Cidadã irá respeitar o teto de gastos.

Além disso, a paz entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, é um grande indicativo para as reformas do governo.

No Senado, o plenário aprovou a medida provisória (MP) 987, que prorroga o prazo para montadoras localizadas nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte apresentarem ao governo projetos de novos produtos em troca de incentivo com crédito presumido de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que poderão ser usados no ressarcimento de valores pagos a título de PIS/Cofins sobre vendas realizadas entre 2021 e dezembro de 2025.

Em âmbito corporativo, a Suzano informou que está encerrada a oferta pública de distribuição secundária (follow on) das 150.217.425 ações ordinárias da companhia detidas pelo BNDESPar, braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que foi precificada em R$ 46 por ação, rendendo R$ 6,9 bilhões.

A JBS, por meio da Seara e JBS Aves, celebrou com o Banco Original a antecipação de valores a receber, mediante a cessão de recebíveis de clientes, no valor de R$ 357,5 milhões, no período de 29 de setembro a 5 de outubro.

A Braskem registrou um volume de vendas de resinas superior a 365 mil toneladas em setembro no mercado brasileiro, o que representa um novo recorde mensal histórico de vendas neste mercado. A companhia também informou que a taxa de utilização de suas unidades industriais na América do Norte voltou à normalidade, em função da demanda de polipropileno na região e que, em setembro, registrou um volume de vendas superior a 140 mil toneladas do produto no mercado norte americano.

A Azul estima uma queima de caixa média de aproximadamente R$ 2,5 milhões por dia no quarto trimestre, sem amortizações significativas de dívidas como resultado de negociações em andamento com seus parceiros financeiros, disse em comunicado. As projeções mostram liquidez suficiente para mais de 30 meses sem novo aumento de capital.

A Marfrig disse que a aquisição da empresa argentina Campo del Tesoro será efetivada pela própria companhia e que, após o cumprimento de todo o trâmite legal e da conclusão do correspondente laudo de avaliação, informará aos seus acionistas e ao mercado em geral se os eventos estão enquadrados nos requisitos do artigo 256 da Lei n 6.404/76, a chamada Lei das SAs, que prevê a obrigatoriedade de deliberação da operação em assembleia geral.

O conselho de administração da Qualicorp aprovou o pagamento de R$ 48 milhões em juros sobre capital próprio (JCP), em 26 de outubro, correspondentes a R$ 0,169317 por ação da companhia, aos acionistas registrados em 13 de outubro.