RADAR DO DIA: Mercado aguarda payroll e repercute Trump com covid

160
Gráfico

São Paulo – O último pregão da semana terá atenção redobrada dos investidores de forma geral, uma vez que o departamento de trabalho dos Estados Unidos divulga o número de postos de trabalho criados no mês de setembro (payroll), que pode impactar a formação dos preços dos ativos de outubro e também a candidatura de Donald Trump à presidência do país.

Ontem, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei de US$ 2,2 trilhões em estímulos à economia, após troca de farpas entre a Casa Branca e a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi.

Além disso, o fato emblemático é a confirmação de que Trump e sua esposa Melania testaram positivo para covid-19, gerando incertezas quanto ao próximo passo do presidente na condução do país e na corrida eleitoral.

Diante disso, as bolsas na Europa e os futuros de ações norte-americanos operam em queda, diante da cautela dos investidores. Na Ásia, a bolsa de Tóquio encerrou a semana em queda, enquanto as demais bolsas da região não operaram devido à feriados.

No Brasil, as incertezas em relação às fontes de financiamento do programa Renda Cidadã estão deixando os investidores de mau humor. A crise entre e o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também contribui para esse cenário.

No mercado de câmbio, o dólar deve abrir em alta, acompanhando o movimento externo da moeda. Mas a situação pode mudar após a divulgação do payroll norte-americano, previsto para as 09h30.

Internamente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará dados da produção industrial referentes ao mês de agosto. A previsão é de alta de 4,0% na comparação mensal e de queda de 2,0% em relação a agosto do ano passado, segundo o Termômetro CMA.

Em âmbito corporativo, o conselho de administração da Petrobras decidiu por encaminhar a nova proposta do Plano Petros 3 (PP3), de previdência privada, para análise da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) e para a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

Os acionistas da Cemig Geração e Transmissão, subsidiária da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), aprovaram a incorporação da Cemig Comercializadora de Energia Incentivada (CCEI), assim como o laudo de avaliação do patrimônio líquido da CCEI elaborado por peritos contadores.

A Hering disse que obteve decisão favorável perante a Justiça de Santa Catarina sobre à exclusão dos créditos presumidos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da base de cálculo do IRPJ e CSLL concedidos pelo estado de Goiás.

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que não houve privatização branca na venda das refinarias da Petrobras, autorizando assim a venda de ativos de subsidiárias da petrolífera sem a necessidade de autorização prévia do Congresso Nacional.

O conselho da Petrobras aprovou a adesão aos programas de redução de juros e multas de débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), chamados de anistias, no valor R$ 4,3 bilhões, mediante desembolso de R$ 2 bilhões pela companhia e economia de 57% do valor total dos litígios.

A Cielo vendeu sua participação de 40,95% no capital social da Orizon para Bradseg, por R$ 129,0 milhões, como parte da estratégia de dar maior foco em suas atividades principais, informou em comunicado.

A Telefônica Brasil aprovou, em assembleia geral extraordinária, a conversão da totalidade das ações preferenciais de emissão da companhia em ações ordinárias, na proporção de uma ação ordinária para cada uma ação preferencial.

A Vale retomou as operações na usina de concentração de Viga, em Congonhas, Minas Gerais, após decisão favorável proferida pelo juiz da Vara Única da comarca de Entre Rios de Minas, em mandado de segurança impetrado pela companhia.

Por outro lado, os  ministérios públicos federal e estadual de Minas Gerais e as defensorias públicas da União e dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais pediram o retorno imediato da “Ação Civil Pública dos 155 bilhões”, que pede que Vale, Samarco e BHP Billiton reparem os danos socioambientais e socioeconômicos causados pelo desastre em Mariana (MG).

O conselho de administração do Atacadão, subsidiária de atacarejo do Grupo Carrefour Brasil, aprovou o aumento de capital de R$ 2,1 milhões, para R$ 7,7 bilhões, por meio da emissão de 180.000 novas ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal, no valor de R$ 11,70 por ação. O percentual de diluição resultante da emissão é de 0,009068%.