Radar do Dia: Investidores adotam cautela com impasses políticos

224

São Paulo – As bolsas internacionais operam em queda com os impasses políticos nos Estados Unidos e na Europa.

Nos Estados Unidos, o congresso norte-americano segue negociando um novo pacote de estímulo fiscal e tenta chegar a um acordo para garantir que a Casa Branca tenha autorização para executar o orçamento.

No Velho Continente, o divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia continua litigioso, sem um consenso sobre como será a relação comercial entre as duas partes a partir do ano que vem. A expectativa é de que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, reúnam-se nos próximos dias para desatar o nó nas negociações.

Na Ásia, as bolsas fecharam em queda mesmo com o resultado do produto interno bruto (PIB) do Japão crescer 5,3% no terceiro trimestre deste ano e a aprovação de um pacote de estímulo que inclui US$ 384,43 bilhões em medidas fiscais.

No Brasil, o mercado está apreensivo com rumores sobre propostas no Congresso para afrouxar o teto de gastos.

Em âmbito político, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que escolherá o nome de um aliado candidato à presidência da Câmara dos Deputados até o dia 15 de dezembro. A afirmação veio após o Supremo Tribunal Federal (STF) definir ser inconstitucional a reeleição tanto de Maia quanto do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), às respectivas mesas Diretoras.

Na agenda do dia, os investidores devem acompanhar de perto os dados sobre a inflação de novembro. A previsão é de alta mensal de 0,76% e de avanço de 4,18% em 12 meses.

Em âmbito corporativo, o conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou a operação societária que altera o controle acionário da Sercomtel. O Grupo Sercomtel detém autorização para prestar o serviço de banda larga fixa e os serviços de telefonia fixa e móvel nos municípios de Londrina e Tamarana, no Paraná.

A Linx recebeu comunicado da Stone informando que a empresa adquiriu 11 mil ações de emissão, em operação privada pela Stone Pagamentos. A transação representa 5,81% do capital social total da companhia.

O conselho de administração da Hypera aprovou em assembleia geral extraordinária a incorporação da Amazon Distribuidora de Medicamentos e Produtos Cosméticos.

A B2W e a Lojas Americanas, por meio da subsidiária das companhias Ame, anunciaram a aquisição da Bit Capital, fintech especializada em soluções de tecnologia bancária.

A Azul registrou aumento de 17,5% no tráfego de passageiros consolidado (RPKs) em novembro em relação a outubro, frente a um crescimento de 12,2% na capacidade (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 83,1%. A taxa de ocupação doméstica foi de 83,8% e a internacional totalizou 72,6%. Em base de comparação anual, o tráfego de passageiros e a capacidades caíram 30,0% e 30,6%, enquanto a taxa de ocupação subiu 0,7 ponto percentual (pp). Em relação a novembro de 2019, a taxa de ocupação doméstica avançou 1,6 pp e a internacional recuou 10,7 pp.

O conselho de administração da Itaúsa aprovou a declaração de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 0,10165 por ação, que serão pagos aos acionistas até 30 de abril de 2021.

A Oi, em recuperação judicial, firmou contrato com a consultoria Egon Zehnder para iniciar um processo de avaliação do seu conselho de administração e, assim, implementar o seu plano estratégico de transformação estabelecido na Assembleia Geral Extraordinária de 16 de outubro.

A Qualicorp disse que foi comunicada sobre a aprovação, sem restrições e/ou ressalvas, pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), da aquisição de 75% do capital social da Plural Gestão em Planos de Saúde por sua subsidiária Qualicorp Administradora e que, com isso, está focada em concluir o fechamento da transação de aquisição da Plural e da Oxcorp nos próximos dias. As aquisições foram anunciadas pela empresa em 17 em novembro.

O Ministério de Minas e Energia (MME) informou a realização de quatro leilões de energia em 2021, devido a adiamentos neste ano em razão da pandemia, e já programados.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgou ontem relatório sobre o apagão de energia elétrica no estado do Amapá, que aponta que a perturbação teve origem em um curto-circuito em um dos transformadores da subestação local, cujas causas serão investigadas no Relatório de Análise de Falha (RAF), a ser elaborado e apresentado pela Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) ao órgão.