Radar do Dia: Investidores adotam cautela com avanço da covid-19

464

São Paulo – Os mercados abrem o dia em queda com os investidores cautelosos com o avanço da covid-19 pelo mundo e a possibilidade de novos lockdowns em países da Europa.

A norte-americana Pfizer e a alemã BioNTech fecharam um acordo com a Comissão Europeia para fornecer 200 milhões de doses de sua candidata à vacina contra a covid-19 para os membros da União Europeia (UE), com a opção de um adicional 100 milhões de doses.

O Banco Europeu de Investimento (BEI) irá destinar 400 milhões de euros para garantir que a vacina contra covid-19 esteja disponível nos países em desenvolvimento, bem como para ajudar a indústria do turismo afetada pela pandemia.

Nos Estados Unidos, o estado da Georgia fará a recontagem manual completa dos votos das eleições presidenciais. A medida é prevista na lei estadual em caso de resultados apertados.

O democrata Joe Biden foi declarado no final de semana o vencedor das eleições presidenciais dos Estados Unidos deste ano pela imprensa norte-americana, que tradicionalmente faz a contagem dos votos, mas sua vitória só será oficializada no dia 14 de dezembro, quando os membros do Colégio Eleitoral vão oficializar a escolha para o próximo chefe da Casa Branca e de seu vice.

No Brasil, o mercado deve reagir à sinalização do governo de que pretende parar de obstruir a pauta de votações da Câmara dos Deputados a partir da semana que vem – ou seja, depois do primeiro turno das eleições municipais.

Na agenda do dia, investidores devem ficar atentos aos indicadores de
preços ao consumidor e pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos, além dos dados do setor de serviços no Brasil.

Em âmbito corporativo, o lucro líquido consolidado da JBS subiu 778,2% no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 3,132 bilhões.

A Eletrobras obteve lucro líquido de R$ 96 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 87% na comparação anual.

A Rumo, do conglomerado Cosan, obteve lucro líquido de R$ 171 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 53,7% em comparação com igual intervalo de 2019.

A MRV Engenharia registrou lucro líquido de R$ 158 milhões no terceiro trimestre de 2020, 1,6% menor que o visto no mesmo período do ano anterior. A receita operacional líquida avançou 12,2% no período, para R$ 1,760 bilhão, na mesma base de comparação.

A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) reportou lucro líquido de R$ 118,3 milhões no terceiro trimestre, queda de 65,2% ante o mesmo período do ano anterior. O lucro líquido mesma base, que exclui novos negócios, caiu 71,9% no período, para R$ 93,3 milhões, na mesma base de comparação.

A processadora de alimentos Marfrig registrou lucro líquido de R$ 674 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 571% em comparação ao mesmo período do ano passado e queda de 58% em relação ao segundo trimestre. A companhia também anunciou o plano de recompra de até 4.214.072 ações, correspondentes a 0,59% do total de ações de emissão da companhia e 1,18% das ações em circulação.

O Carrefour celebrou os instrumentos definitivos de aquisição ou locação, conforme o caso, de onze lojas da rede Makro, localizadas em oito estados brasileiros, com o pagamento de R$ 377 milhões pela aquisição.

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) informou que por conta da preparação da cisão do Assai do conglomerado, o presidente executivo, Peter Paul Estermann, está se desligando a partir desta data e será substituído interinamente por Christophe Hidalgo, atual diretor financeiro, que acumulará as posições.

O conselho de administração da Bradespar aprovou a proposta da diretoria para pagamento de R$675 milhões em dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP) aos acionistas em 19 de novembro.

A Alphaville e os bancos Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA e XP Investimentos solicitaram à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a interrupção do pedido de registro oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da companhia por considerarem a atual conjuntura de mercado desfavorável à realização da operação.

A Hering informou que pagará em 18 de novembro os juros sobre o capital próprio (JCP) declarados em reunião do conselho de administração de 30 de junho e no aviso aos acionistas divulgado em 1 de julho, no valor de R$ 35,34 milhões, correspondente a R$ 0,2196 por ação.