RADAR DO DIA: Governo eleva IOF e Gol refinancia dívida

São Paulo – As bolsas da Europa trabalham em uma sessão mista hoje com notícias sobre uma possível flexibilização das restrições das viagens ao Reino Unido. A possibilidade fez as ações de grupos de companhias aéreas e hotéis subirem. Os futuro nos Estados Unidos operam em queda, com noticiário fraco e sem destaques.

Na Ásia, os principais índices fecharam em alta, em movimento de recuperação após as realizações com as notícias de restrições do governo chinês e problemas com sua maior incorporadora imobiliária.

Os investidores, no entanto, ainda mostram dúvidas sobre a recuperação econômica mundial e aguardam os próximos passos do Federal Reserve, que fará reunião de politica monetária na próxima semana.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que eleva a alíquota do IOF para custear o Auxílio Brasil, programa proposto pelo governo para substituir o Bolsa Família, até o fim deste ano. O aumento estimado na arrecadação é de R$ 2,14 bilhões.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados aprovou, ontem (16), a PEC dos Precatórios. O texto segue para uma comissão especial.

Em âmbito corporativo, a Gol Linhas Aéreas Inteligentes concluiu os termos e condições do refinanciamento da dívida da GLA Linhas Aéreas, uma unidade operacional da companhia, no valor de R$ 1,2 bilhão com vencimento em 2024.

A Gol explica que o refinanciamento representa a última etapa do programa de liability management, que permitirá que a companhia retorne ao seu menor patamar de dívida de curto prazo desde 2014(aproximadamente de R$ 0,5 bilhão ao final do 3T21).

A Petrobras iniciou a fase vinculante para a venda da participação de 27,88% que possui da Deten Química, localizada no polo industrial de Camaçari, na Bahia.

O conselho de administração da Vale aprovou o pagamento, em 30 de setembro, de R$40,2 bilhões sob a forma de dividendos, correspondente ao valor total bruto de R$8,108316476 por ação, aos acionistas inscritos em 22 de setembro no Brasil e aos detentores de American Depositary Receipts (ADRs) em 24 de setembro. O valor total será declarado com base no balanço levantado em 30 de junho e refere-se à antecipação da destinação do resultado do exercício de 2021.

A agência de classificação de risco Moody’s afirmou a nota de crédito do BTG Pactual em Ba2, com perspectiva estável, considerando alta lucratividade e perspectiva de forte qualidade dos ativos da companhia.

A Caixa Econômica Federal anunciou a redução de taxas de juros do crédito imobiliário de sua linha “Poupança Caixa”, de 0,4 ponto percentual, com taxas a partir de 2,95% ao ano, somadas à remuneração da poupança, que estarão disponíveis para simulações e contratações a partir de 4 e 18 de outubro.

A Telefônica Brasil aprovou o pagamento de R$ 510 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), correspondente a R$ 0,30369509918 por ação, e R$ 600 milhões (R$ 0,35728835197 por ação) em valores brutos, a serem imputados ao dividendo mínimo obrigatório de 2021, que deverá ser aprovado na assembleia geral de acionistas a ser realizada em 2022.

O conselho de administração da CPFL Energia elegeu Zhao Yumeng para compor o órgão, em substituição a Anselmo Henrique Seto Leal, que foi eleito em 20 de abril e renunciou, com efeitos a partir hoje. O novo conselheiro cumprirá o restante do mandato vigente, com início a partir de 17 de setembro.

A BRF celebrou um contrato de compra e venda de energia elétrica incentivada com a Intrepid, pelo prazo de 15 anos, juntamente com instrumento particular de outorga de opção de compra de ações, para construção de parque de autogeração de energia solar no Ceará, que prevê uma investimento direto de cerca de R$ 50 milhões pela companhia.

O conselho de administração da Lojas Renner aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP), no montante bruto de R$ 114,5 milhões, correspondentes a R$ 0,127800 por ação, com base na aplicação da taxa de juros de longo prazo, calculada até a data base de 30 de setembro, sobre o seu patrimônio líquido, a serem imputados ao dividendo obrigatório do exercício de 2021.