RADAR DO DIA: Atenção para Petrobras e Eletrobras

São Paulo – A semana chega ao fim com as bolsas operando em queda no exterior, ainda digerindo a sinalização dada pelo banco central dos Estados Unidos na quarta-feira a respeito do aumento dos juros no país a partir de 2023.

Os investidores até então trabalhavam com a perspectiva de que os juros permaneceriam estáveis ao longo dos próximos anos, embora suspeitassem que este cenário estava ficando cada vez menos provável diante da reabertura da economia proporcionada pela vacinação contra a covid-19.

Apesar das perdas observadas hoje, os índices acionários seguem operando perto das máximas históricas, o que sugere que ao menos parte do movimento do banco central norte-americano estava embutido nos preços.

No Brasil, os investidores devem reagir à decisão da Petrobras de vender sua fatia na BR Distribuidora. A estatal pode arrecadar R$ 11,5 bilhões com a oferta de 436.875.000 ações ordinárias anunciada ontem.

O mercado também deve repercutir a aprovação da medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobras. O texto deve ser votado na segunda-feira pela Câmara dos Deputados.

Para o presidente da empresa, Rodrigo Limp, aprovação da medida provisória (MP) é fundamental para que a Eletrobras volte a ter capacidade de investir.

Em âmbito corporativo, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou a fusão entre o Grupo NotreDame Intermédica e a Hapvida. A conclusão para a operação agora depende de aprovação do pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

O conselho de administração da Vale aprovou a distribuição de R$ 11,5 bilhões em dividendos em 30 de junho, correspondentes a R$ 2,177096137 por ação, em antecipação de resultados de 2021 e reserva de lucros de 2020, aos acionistas registrados em 23 de junho no Brasil e para os detentores de American Depositary Receipts (ADRs) em 25 de junho.

O Tribunal Agroambiental da cidade de Sucre anulou a sentença de primeira instância que obrigava a Petrobras Bolivia (PEB), subsidiária da Petrobras, a pagar US$ 61 milhões, além de juros e custas, a título de indenização por uso de propriedade onde estão localizadas as instalações do campo de San Alberto, na Bolívia.

A Eletrobras informou que a Medida Provisória 1.031, que trata da privatização da companhia, foi aprovada pelo Senado Federal, por 42 votos a favor e 37 votos contra, e o que o texto agora voltará à Câmara dos Deputados para avaliação das alterações realizadas pelos senadores. Os deputados têm de aprovar a matéria até o dia 22 de junho para que o texto não perca a validade.

A JBS concluiu a aquisição da Vivera, anunciada em abril, fabricante de produtos à base de plantas, que inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento da empresa na Holanda.

A JBS informou que sua subsidiária indireta Pilgrim’s Pride Corporation celebrou um acordo para adquirir os negócios de alimentos preparados e de refeições, Kerry Meats e Kerry Meals, da Kerry Consumer Foods no Reino Unido e na Irlanda, avaliada em 680 milhões de libras (aproximadamente US$ 952 milhões) em enterprise value (considera o valor de mercado da companhia, mais caixa e dívidas).

O conselho de administração da Telefônica Brasil aprovou o pagamento de R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio (JCP), correspondente ao valor bruto de R$ 0,3739002500 por ação, relativo ao exercício de 2021, aos acionistas com posição em 30 de junho.

O Itaú Unibanco recebeu, em 15 de junho, a aprovação do Banco Central da eleição dos membros de sua diretoria executiva e comitê de auditoria, por mandato até a Assembleia Geral Ordinária de 2022.

A Petro Rio informou que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a cessão de 35,7% no Bloco BM-C-30 (Campo de Wahoo), e de 60% no Bloco BM-C-32 (Campo de Itaipu) para a companhia, que se torna a operadora de ambos os campos de pré-sal.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) convocou uma assembleia geral extraordinária no dia 21 de julho, às 11 horas, para eleger membro do conselho de administração, por voto múltiplo, em substituição de Cledorvino Belini, indicado por seu acionista majoritário, o governo do Estado de Minas Gerais, que renunciou em 26 de maio.

A Cemig informou que fará no dia 30 de junho o pagamento de juros sob o capital próprio (JCP) e dividendos já aprovados pela companhia conforme aviso publicado no dia 30 de abril, nos valores de R$ 276,7 milhões e R$ 464,3 milhões.

A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou a nota de crédito da Usinas Siderurgicas de Minas Gerais (Usiminas) para ‘BB’, de ‘BB-‘ e manteve a perspectiva do rating estável, para refletir os baixos níveis de dívida, desempenho apesar da pandemia e manutenção de um perfil operacional sólido em meio a um ambiente siderúrgico positivo no Brasil.