Radar do Dia: Atenção para nota de crédito do Brasil e Brexit

276

A semana termina ainda sem uma definição a respeito do divórcio entre Reino Unido e União Europeia e sem mais novidades sobre a aprovação de um pacote de ajuda financeira à população nos Estados Unidos. Por isso, as bolsas da Europa operam em queda, assim como os contratos futuros de índices acionários norte-americanos.

A confiança recente dos investidores também foi abalada pela notícia de que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Sanofi e pela GlaxoSmithKline proporcionou imunização insuficiente nos ensaios clínicos.

No Brasil, os investidores devem reagir à decisão da S&P de manter a nota de crédito do Brasil em BB-. A agência de classificação de risco destacou que há receios com os problemas fiscais do país, e que as reformas para solucioná-los estão andando lentamente.

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou uma resolução que abre possibilidade aos laboratórios de solicitarem autorização para uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas contra a covid-19.

Na agenda do dia, os investidores ficam atentos os dados sobre a receita do setor de serviços em outubro, e a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, numa audiência com uma comissão do Congresso às 16h30.

Em âmbito corporativo, a B3 divulgou suas projeções para o final deste ano e 2021. A empresa prevê uma alavancagem financeira, medida pela dívida bruta e o ebitda dos últimos 12 meses, em 1,5 vez. O número é acima do esperado para 2020, que é de 1,2 vez. Ainda para 2021, a B3 projeta gastar entre R$ 420 e R$ 460 milhões em investimentos. Já 2020 deve terminar com custo entre R$ 395 milhões e R$ 425 milhões.

A Petrobras anunciou que pagará no próximo dia 15 aos acionistas os dividendos relativos aos resultados de 2019, com base na posição acionária de 22 de julho deste ano.

O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a realização de consulta pública sobre os requisitos técnicos para o Wi-Fi 6.

O conselho de administração da Itaúsa aprovou a emissão de R$ 1,3 bilhão em debêntures não conversíveis em ações.

O conselho de administração da Equatorial Energia aprovou, em assembleia geral extraordinária, o pagamento de dividendos aos acionistas da empresa. A empresa pagará o equivalente a R$ 323,2 milhões até o dia 23 de dezembro deste ano. O valor corresponde a 0,3199683 por ação.

O Conselho de Administração da TIM aprovou a constituição de uma sociedade como preparação para futura segregação de ativos e prestação de serviços de infraestrutura de fibra ótica residencial.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) conduzirá reuniões nesta sexta-feira, sábado e na próxima segunda-feira (14) com representantes das entidades públicas e advogados da Vale, para elaborar minuta com os valores das indenizações pelos danos causados pelo rompimento da barragem da mineradora, em Brumadinho, Minas Gerais, os projetos de recuperação das áreas atingidas e os prazos das obras.

Ontem, a agência de classificação de risco Standard and Poors (S&P) afirmou a nota de crédito (rating) da Vale em ‘BBB-‘ e revisou a perspectiva de negativa para estável, refletindo a visão de que a companhia irá manter o endividamento ajustado ao ebitda abaixo de 2 vezes, de forma consistente, apesar das expectativas de investimento, dividendos e provisões elevadas e potenciais multas e penalidades relativas ao rompimento da barragem em Brumadinho.

A Ultrapar informou que o seu plano de investimentos para 2021 totaliza R$ 1,891 bilhões, sendo R$ 931 milhões em expansão e R$ 959 milhões em manutenção e outros, montante superior aos investimentos realizados em 2019 e 2020. Os principais investimentos em expansão estão concentrados na Ipiranga (R$ 791 milhões), Ultracargo (R$ 360 milhões) e Ultragaz (R$ 349 milhões).

A B3 informou que, a partir de 2 de fevereiro de 2021, entrarão em vigor novas políticas de tarifação dos produtos do mercado à vista de renda variável para os serviços de negociação e pós-negociação e da Central Depositária, com o período de certificação iniciando em 14 de dezembro. Os documentos contendo as tabelas de preços completas estão disponíveis no site da B3.

Em novembro, o volume financeiro médio diário da B3 aumentou 74,9%, para 34,2 milhões de ações em relação a novembro de 2019. O maior volume foi negociado no mercado à vista, 33,1 milhões, expansão de 75%, seguido por mercado de opções, com 895, um avanço de 109,6% e 191 no mercado a termo, queda de 7,5%. No período, o número de investidores ativos aumentou 98,3%, para 3,2 milhões, e de empresas listadas subiu 4,4%, para 407.

O conselho de administração da B3 também aprovou a distribuição aos acionistas de R$ 834,9 milhões em dividendos, equivalentes a R$ 0,409716332 por ação e de juros sobre capital próprio (JCP), no valor de R$ 298,9 milhões, ou R$ 0,14664926 por ação, em 8 de janeiro de 2021, com base na posição acionária de 30 de dezembro.

O colegiado da B3 também autorizou a companhia a celebrar, nos próximos meses, novos contratos de derivativos relacionados a ações de sua própria emissão (equity swap). Por meio da operação aprovada, a companhia receberá a variação de preço relacionado às ações de sua emissão, reduzindo assim os efeitos da oscilação no preço das ações sobre as despesas decorrentes dos encargos sociais a serem pagos pela companhia. A liquidação das operações ocorrerá em até 18 meses a contar da data de sua contratação.

O conselho de administração da TIM aprovou a distribuição de lucros no valor de R$ 583 milhões, em juros sobre capital próprio (JCP), equivalente ao valor bruto de R$ 0,240868584 por ação, em 22 de janeiro de 2021. O pagamento será feito aos acionistas com base acionária na data de 18 de dezembro de 2020.

O colegiado da TIM também aprovou a criação do comitê de ESG (environmental, social and governance) da companhia, com a seguinte composição: Nicandro Durante, Carlo Nardello, Pietro Labriola e Gesner José de Oliveira Filho e Sabrina Di Bartolomeo, todos integrantes do conselho de administração da companhia.

Também foi aprovada a celebração do aditivo ao contrato de licença de uso das marcas TIM e outras de propriedade da Telecom Italia e a TIM, pelo período de três anos a partir de 1 de janeiro de 2021. As mesmas condições do contrato vigente foram mantidas, incluindo a remuneraçãono valor de 0,5% calculado sobre a receita líquida da companhia.

O conselho fiscal da Itaúsa informou que Guilherme Tadeu Pereira Júnior passa a exercer o cargo de membro efetivo do colegiado desde 7 de dezembro, em substituição de Flávio César Maia Luz, que renunciou, restando provisoriamente vago o cargo de membro suplente indicado pelos acionistas controladores na Assembleia Geral de 17 de junho.

O conselho de administração da Cyrela aprovou o pagamento de R$ 600 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), equivalente a R$ 1,560452296 por ação ordinária, aos acionistas com posição em 15 de dezembro. O crédito será feito em 29 de dezembro.

A Gol aprovou a celebração de contratos de garantia, a fim de garantir o cumprimento das obrigações assumidas por sua controlada Gol Linhas Aéreas (GLA), nos contratos de arrendamento mercantil (lease agreements) de sete aeronaves Boeing 737-MAX8, a serem celebrados entre a GLA e CDB Aviation, no valor de até US$ 390,6 milhões.

O Grupo Fleury celebrou os contrato para aquisição de 100% das quotas de emissão do Centro de Infusões Pacaembu (CIP) e de 80% das quotas de emissão da Clínica de Olhos Dr. Moacir da Cunha, esta última por meio de sua subsidiária integral, Fleury Centro de Procedimentos Médicos Avançados. Os valores das operações somam R$ 149,5 milhões.

O conselho de administração da Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) aprovou a distribuição R$ 54,22 milhões, a título de juros sobre o capital próprio (JCP) aos acionistas com posição em 15 de dezembro. O pagamento equivale a R$ 0,05246060050 por ação TAEE3/TAEE4 e de R$0,15738180150 por ação UNIT TAEE11 e será feito em 28 de dezembro. O colegiado também orientou os representantes da companhia a votarem a favor da proposta de pagamento de dividendos da Empresa de Transmissão do Alto Uruguai (ETAU), em reunião do conselho de administração da ETAU, no valor de R$ 6,8 milhões, até dia 31 de dezembro, com recursos oriundos do próprio caixa da empresa.

A Engie disse que a liminar que paralisava parte das obras do sistema de transmissão Gralha Azul foi suspensa após o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ministro Humberto Martins, deferir o pedido de suspensão de liminar e de sentença apresentado pela União Federal e pelo Estado do Paraná, em 9 de dezembro, e ontem (10), deferiu o pedido de suspensão de liminar e de sentença apresentado pela companhia.

A Hering aprovou o pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio aos acionistas, nos valores de R$ 16,7 milhões e R$ 18,3 milhões, respectivamente, correspondentes a R$ 0,1052 por ação e R$ 0,1153 por ação. A distribuição será realizada em 30 de dezembro e e tomará como base de cálculo a posição acionária de 16 de dezembro.